Empresas SDC concretiza venda da concessão Beira Interior à espanhola Globalvia

SDC concretiza venda da concessão Beira Interior à espanhola Globalvia

Para fechar o negócio falta concretizar a venda das empresas que operam no âmbito da sub-concessão da Autoestrada Transmontana.
SDC concretiza venda da concessão Beira Interior à espanhola Globalvia
Cátia Barbosa/Negócios
Negócios 16 de fevereiro de 2017 às 17:23

A SDC Investimentos anunciou esta quinta-feira que concretizou esta quinta-feira a venda das participações que detinha em várias sociedades que operam no âmbito da concessão Beira Interior.

 

Para fechar o negócio anunciado no ano passado falta agora concretizar a venda da sub-concessão da Autoestrada Transmontana.

 

Esta operação, efectuada através da SDC Concessões, foi efectuada com a espanhola Globalvia Inversiones. A transacção baseou-se, de acordo com o comunicado enviado a 23 de Dezembro à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), num "entreprise value" de 126,5 milhões de euros.

Em causa estão as participações em quatro empresas que operam na concessão Beira Interior (a Intevias, a Scutvias, a MRNManutenção de Rodovias Nacionais e a Portvias) e em três sociedades no âmbito da subconcessão da Autoestrada Transmontana (Auto–Estradas XXI Transmontana, Operestradas XXI, e Exproestradas XXI).

De acordo com informações no site da empresa liderda por Castro Henriques (na foto), a companhia detém 33,33% da Scutvias e 46% da Autoestradas XXI.

A venda inclui, segundo o comunicado emitido o ano passado, "assunção de passivos, substituição ou libertação de responsabilidades e pagamento em dinheiro" e terá um impacto negativo estimado nos resultados consolidados de cerca de 19 milhões de euros.

Já o passivo consolidado será reduzido em cerca de 71 milhões de euros e os capitais próprios deverão ser reforçados em cerca de 25 milhões.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 16.02.2017

Pelos vistos a cotação vai começar a subir, eu vou comprar.

pub
pub
pub
pub