Empresas SDC investe 2,5 milhões em palacete e start-up

SDC investe 2,5 milhões em palacete e start-up

A SDC Investimentos, detida pela Investéder, criou a empresa Apostalegre para dar mais atenção à actividade turística. Nesse âmbito, comprará até ao final do ano uma propriedade, com palacete e área agrícola, no valor de dois milhões de euros. Investirá ainda meio milhão de euros na start-up Youngstories para ficar com 10% do seu capital.
SDC investe 2,5 milhões em palacete e start-up
Cátia Barbosa/Negócios

A SDC Investimentos decidiu, dentro da sua área imobiliária, dedicar uma atenção específica à vertente de activos para fins turísticos, constituindo para o efeito a sociedade Apostalegre, Unipessoal, Lda, informou a empresa em comunicado à CMVM.

 

A Apostalegre, além de operar os activos do grupo com essa vertente, procura investir em activos que possam revelar propensão para esse fim, sublinhou.

 

Nesse âmbito, foi hoje estabelecido acordo "com vista à aquisição de uma propriedade, com palacete e parte agrícola, em Torres Novas, num investimento de cerca de dois milhões de euros, esperando-se que esse negócio se possa concretizar até ao final do ano corrente", refere o mesmo documento.

 

Paralelamente, e numa óptica de diversificação de ramos de negócio, o grupo anunciou a entrada, com uma participação de 10% e um investimento de quinhentos mil euros, no capital da sociedade Youngstories, S.A., uma start-up portuguesa que, com a plataforma Zaask, se dedica a facilitar a contratação de serviços e fornecimentos, quer em Portugal quer no estrangeiro.

 

A SDC Investimentos é detida pela Investéder, sociedade detida pelos seus gestores (António Castro Henriques - na foto - e Gonçalo Andrade Santos). No âmbito de uma conversão de créditos da Investéder, a SDC vai realizar um aumento de capital através do qual aquela sociedade ficará com mais de 90% do capital e, a partir daí, poder realizar as operações de saneamento financeiro que visam diminuir o peso da sua dívida. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Johnny Há 1 semana

Mais uma divida monstruosa que ficará entalada em algum banco para daqui a uns tempos os tugas mansos e otarios pagarem !

Ze nabo Há 1 semana

Para pagar dívidas e trabalhadores nao há dinheiro, para comprar palacetes e investir em empresas já há, só me surpreende que haja compradores para as acçoes sdc...

pub