Bolsa SDC Investimentos fecha abaixo da contrapartida no primeiro dia da OPA

SDC Investimentos fecha abaixo da contrapartida no primeiro dia da OPA

No primeiro dia da oferta, o volume de acções da SDC negociadas foi quase sete vezes superior ao habitual, mas insuficiente para que as acções sequer tocassem nos 2,7 cêntimos oferecidos pela Investéder.
SDC Investimentos fecha abaixo da contrapartida no primeiro dia da OPA
Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro 15 de maio de 2017 às 17:11

A SDC Investimentos fechou a primeira sessão da semana na mesma cotação com que tinha encerrado a anterior: 2,6 cêntimos por título. Não houve mexidas no preço da empresa, accionista minoritária na Soares da Costa Construção, naquela que foi a primeira sessão da oferta pública de aquisição lançada pela Investéder, sociedade dos gestores da SDC António Castro Henriques e Pedro Gonçalo Santos.

 

Os títulos da "holding" fecharam nos 2,6 cêntimos, 0,1 cêntimos abaixo dos 2,7 cêntimos pagos na operação lançada pela sociedade dos actuais gestores da SDC Investimentos, António Castro Henriques (na foto) e Pedro Gonçalo Santos.  

 

A Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM) registou a oferta na passada quinta-feira, marcando o arranque da operação para esta segunda-feira. Na sessão de sexta, os títulos já tinham reagido em alta, mas fecharam nos 2,6 cêntimos por acção, onde permaneceram hoje. 

 

A OPA da Investéder arranca depois de concluídos vários procedimentos que eram exigidos, como a alienação das posições nas concessões rodoviárias. A oferta, que foi considerada "oportuna" pela administração, tem como condição essencial a obtenção de 50% dos direitos de voto da SDC. O que será conseguido caso seja dado o "sim" de Manuel Fino, que controla mais de 58% da companhia que por sua vez detém 33,3% da Soares da Costa Construção. Certo é que a administração, com membros nomeados por este empresário, já deu luz verde à OPA. 

 

Conseguindo ou não mais de 90% dos direitos de voto da empresa, o que permitiria retirar a SDC de bolsa, a equipa da Investéder, Castro Henriques e Gonçalo Santos, acredita que tem motivos para proceder a essa retirada, pelo que defende a exclusão da SDC Investimentos do mercado de negociação bolsista.

 

Para já, o volume foi expressivo no primeiro dia da OPA. Esta segunda-feira negociaram 2,1 milhões de acções representativas da SDC Investimentos, abaixo das 5,7 milhões transaccionadas na sexta-feira, mas quase sete vezes acima da média. Nos últimos seis meses, a média era de um volume inferior a 310 mil títulos por dia.

 

A OPA da Investéder sobre a SDC Investimentos estende-se até 2 de Janeiro.


A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
zed Há 1 semana

Este fuinha ainda me vai fornicar mais de 2.400 euros em menos-valias.
Comprei a 0,231.
Quac, quac...

pub
pub
pub
pub