Energia Seca obriga Portugal a importar electricidade

Seca obriga Portugal a importar electricidade

Com as barragens a produzirem menos 60% de electricidade face a 2016, as compras de electricidade ao exterior cresceram dez vezes em Outubro.
Seca obriga Portugal a importar electricidade
Miguel Veterano Júnior/Correio da Manhã
André Cabrita-Mendes 02 de novembro de 2017 às 16:22
A seca sentida em Portugal afundou a produção de electricidade nas barragens. A produção de energia hídrica recuou 58% em Outubro para 315 gigawatts hora (GWh) face a período homólogo.

Já as compras de electricidade a Espanha subiram 1060% para 348 GWh em Outubro, o primeiro mês de 2017 em que o saldo importador é positivo.

Os dados são da REN - Redes Energéticas Nacionais e foram divulgados esta quinta-feira, 2 de Novembro.

Pelo contrário, a produção de electricidade a partir de outras fontes renováveis registou aumentos: a energia eólica cresceu 4% para 740 GWh e a energia solar subiu 14% para 66 GWh.

Além da hídrica, a única fonte que registou uma quebra foi a biomassa, com uma descida de 3% para 223 GWh, o que se poderá dever aos incêndios florestais registados este ano em Portugal e que estão a provocar uma escassez desta matéria-prima.

Já a produção de energia a partir de fontes não-renováveis compensou a quebra na produção hídrica, com o carvão a crescer 7% para 1.178 GWh e o gás natural a subir 12% para 1.306 GWh.

Já o consumo cresceu 2,8% para 4.041 GWh durante o mês de Outubro.



A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado bazanga Há 2 semanas

Ao invés de se investir em barragens que apenas destorem e tornam inutil parte do terreno nacional, devia-se ivestir fortemente nas eólicas de alto-mar de extrema eficiência.

comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 2 semanas

RELAX !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ainda não estão VAZIAS !!!!!!!!!!!!!!!!!!
O SEBENTO tuga e suas sebentas SOPEIRAS ainda andam de mangueira na mão a lavar coisas importnatissimas como PASSEIOS LOGRADOUROS PATEOS MUROS CARROS....

RELAX....
Depois sai um pUditório a BROCHElas.

Anónimo Há 2 semanas

Está na altura do governo atualizar a lei atual da auto-produção de energia eletrica já obsoleta. E aprovar o Netmetering.
Deste modo cada cliente poderia investir em paineis e seu próprio custo e produzir a sua energia

Dono dos Burros Há 2 semanas

Ó bazanga, tu deves ser aquele gordo que vejo todos os dias a sair a barra. Sabes lá tu o que é o alto mar e que profundidade tem. Ouves contar umas estórias e acreditas no Pai Natal da coca cola. LOL

Dono dos Burros Há 2 semanas

Enquanto a maricagem mandar, dá nisto. Então as ventoinhas do Mexia/Sócrates? Só servem para exportar energia à borla para Espanha? Este poveco tem o que merece.

ver mais comentários
pub