Indústria Secil escolhe responsável da Lafarge-Holcim para novo CEO

Secil escolhe responsável da Lafarge-Holcim para novo CEO

A aposta no Brasil e na internacionalização da Secil justificam a escolha do novo presidente da comissão executiva da cimenteira. Até agora na Lafarge-Holcim Brasil, Otmar Hubscher substitui Gonçalo Salazar Leite a partir da próxima semana.
Secil escolhe responsável da Lafarge-Holcim para novo CEO
Maria João Babo 09 de Novembro de 2016 às 16:23

A Secil, a cimenteira do grupo Semapa, vai ter a partir de 15 de Novembro um novo presidente da comissão executiva.


Fonte oficial do grupo de Pedro Queiroz Pereira confirmou ao Negócios que Otmar Hubscher, de nacionalidade suíça e que exercia até agora funções na Lafarge-Holcim Brasil, vai substituir Gonçalo Salazar Leite como CEO da empresa.

De acordo com a mesma fonte, com as alterações na composição do conselho de administração e da comissão executiva da Secil, com efeito a partir da próxima terça-feira, Gonçalo Salazar Leite assumirá a posição de vice-presidente do conselho de administração, "mantendo responsabilidades no âmbito da sustentabilidade e representação, responsabilidades essas que também exercerá a nível da holding Semapa".

"Trata-se de uma evolução natural que tem a ver com a rotação normal de executivos em funções de liderança a nível do grupo e também com um novo ciclo de vida da Secil, onde o Brasil e a internacionalização são cada vez mais determinantes", sublinhou ainda fonte da Semapa ao Negócios.

A Lafarge-Holcim tornou-se no ano passado o maior grupo cimenteiro do mundo, com a concretização da fusão entre as duas empresas, uma francesa e a outra suíça.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub