Indústria Semapa regressa ao calendário civil de resultados

Semapa regressa ao calendário civil de resultados

Os accionistas da holding industrial revogaram a disposição que previa que passasse a apresentar resultados referente ao ano iniciado a 1 de Julho e terminado a 30 de Junho.
Semapa regressa ao calendário civil de resultados
Pedro Elias
Paulo Zacarias Gomes 25 de maio de 2017 às 14:38
A assembleia-geral da Semapa aprovou esta quinta-feira, 25 de Maio, o regresso do anterior período de prestação de contas da empresa, que previa que a actividade reportada coincidisse com o calendário civil, entre o dia 1 de Janeiro e o dia 31 de Dezembro de cada ano.

O anúncio da empresa detida por Pedro Queiroz Pereira (na foto) foi feito em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Com a aprovação da proposta 8, o período anual de prestação de contas deixa de ser o que tinha sido aprovado na última reunião magna da empresa, em 30 de Dezembro, e que apontava para que o exercício fosse medido entre 1 de Julho e 30 de Junho de cada ano.

O objectivo dessa alteração era, explicava-se então, fazer coincidir a prestação de contas com o período anual de tributação, "então a decorrer entre 1 de Julho e 30 de Junho". A alteração foi feita à cautela e à espera que as "autoridades competentes" esclarecessem a empresa sobre a forma como a Semapa deveria cumprir a "nova exigência legal de coincidência do período de tributação e do período societário introduzida pela Lei do Orçamento do Estado para 2017," lê-se na convocatória da assembleia-geral.

Obtidos esses esclarecimentos, nomeadamente pela dispensa da coincidência da prestação de contas com o calendário fiscal - que tinha de ser concedida até 30 de Junho de 2017 -, a empresa procedeu agora como já tinha previsto na altura: propôs a revogação do que foi aprovado a 30 de Dezembro e regressa tudo à forma inicial, com as inerentes alterações aos estatutos.

Já ontem a The Navigator Company, do grupo Semapa, tinha também aprovado em AG o regresso ao período habitual de prestação de contas.

Na assembleia-geral desta quinta-feira da Semapa foi ainda aprovada a distribuição de um dividendo de 45 cêntimos por acção, relativo ao exercício de 2016.

Os papéis da Semapa ganham 0,58% para 16,38 euros.

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub