Banca & Finanças Francisco Cary acumula administração da CGD com presidência do Caixa BI

Francisco Cary acumula administração da CGD com presidência do Caixa BI

A Caixa assegura que Sérgio Monteiro não é o novo líder do CaixaBI. A opção recaiu sobre um seu administrador, Francisco Cary, que já esteve no BESI.
Francisco Cary acumula administração da CGD com presidência do Caixa BI
Negócios 10 de janeiro de 2018 às 09:14

Francisco Cary é o novo presidente do CaixaBI, a casa de investimentos do grupo bancário onde já é administrador.

 

A informação foi dada pela Caixa Geral de Depósitos, depois de a SIC Notícias ter avançado que Sérgio Monteiro era a escolha de Paulo Macedo para o CaixaBI.

 

"A Caixa Geral de Depósitos não confirma essa informação. Os órgãos sociais para mandato em curso estão nomeados, sujeitos a apreciação pelo BCE, e o presidente indicado é o Dr. Francisco Cary", disse ao Negócios, depois de confrontada com a notícia sobre a nomeação de Sérgio Monteiro, que já trabalhara na instituição.

 

Francisco Cary é administrador executivo da CGD, onde já tem o pelouro do banco de investimento. Agora, assume a presidência directa, não executiva, do CaixaBI. No curriculum, já teve a passagem pelo BES Investimento e pela administração do Novo Banco. 


Neste momento, Joaquim Souza é o presidente executivo do CaixaBI. 
 

Sérgio Monteiro não quis fazer comentários ao Negócios. O ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações do governo de Passos Coelho, onde se cruzou com Paulo Macedo como ministro da Saúde, foi contratado pelo Banco de Portugal em Novembro de 2015, ainda em período de embate eleitoral nas legislativas, para liderar a segunda tentativa de venda do Novo Banco.

Na altura a sua contratação chamou a atenção por passar directamente do governo para o BdP, mas também pelo ordenado mensal bruto de 25,4 mil euros que foi auferir no âmbito de contrato de prestação de serviços ao regulador, com duração de três meses, e que foi renovado até Março de 2017. 

Após o acordo de venda à Lone Star que veio a ser firmado no arranque de 2017 – e que colocou o processo negocial nas mãos do Governo – Sérgio Monteiro passou a consultor do banco central, ficando ainda assim a ganhar em torno de 10 mil euros mensais, noticiou o Negócios na altura.


(Notícia actualizada às 12:57 para incorporar o desmentido da Caixa Geral de Depósitos; actualizada com indicação de que cargo de Francisco Cary será não executivo)




pub