Media SIC e TVI ganharam as licenças para operar em Portugal há 25 anos

SIC e TVI ganharam as licenças para operar em Portugal há 25 anos

A SIC e a TVI viram atribuídas as suas licenças de televisão em Portugal há 25 anos, num concurso público onde a proposta TV1 - Rede Independente, liderada por Proença de Carvalho, ficou fora da corrida.
SIC e TVI ganharam as licenças para operar em Portugal há 25 anos
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 05 de fevereiro de 2017 às 10:27

Em 6 de fevereiro de 1992, a resolução do Conselho de Ministros, assinada pelo primeiro-ministro da altura, Aníbal Cavaco Silva, permitia a existência de dois canais privados, ao conceder licenças à SIC e à TVI, e acabava com o monopólio da RTP.

A revisão constitucional de 1989 veio permitir o exercício das televisões privadas, tendo o Governo aberto um concurso público um ano depois para o licenciamento de dois canais privados.


Na corrida apresentaram-se a SIC, Sociedade Independente de Comunicação; a TVI, Televisão Independente; e a TV1 - Rede Independente.


No concurso, a SIC ficou classificada em primeiro lugar, seguida da TVI e da TV1.


As licenças foram concedidas por um prazo de 15 anos e ficaram condicionadas "à apresentação, pelas sociedades licenciadas, de documento comprovativo da realização integral do capital de 2,5 milhões de contos dentro dos oito dias posteriores à publicação" da resolução.


A SIC arrancou com a sua emissão em 6 de Outubro de 1992, enquanto as primeiras emissões da TVI avançaram a 20 de Fevereiro de 1993.


Actualmente, existem quatro canais generalistas: dois públicos (RTP1 e RTP2) e dois privados (SIC e TVI).


Em sinal aberto, através da plataforma de televisão digital terrestre (TDT), são actualmente disponibilizados sete canais - RTP1, RTP2, SIC, TVI, canal Parlamento, RTP Informação e RTP Memória.


O Governo pretende lançar durante este ano um concurso para incluir dois canais privados na TDT.


A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 14.02.2017

RTP Informação ou RTP3? É verdade que o canal é de informação e já teve esse nome anteriormente, mas acha rigor jornalístico por favor!

Mais dois ? 05.02.2017

Na vizinha Espanha temos muitos mais canais em regime aberto !!

conselheiro de estado 05.02.2017

Afinal em que ficamos,a quem ha-de o artolas hippertenso dar a medalha argolada?As televisoes ou ao voz atrasada?Miseravelmente quem ve um canal nao precisa de procurar outro,a ganancia pelas audiencias fa-los ser igualzinhos em tudo e a mesma hora.So em portugal.

pub
pub
pub
pub