Banca & Finanças Sindicato acredita que trabalhadores do Novo Banco vão ficar protegidos contra processos

Sindicato acredita que trabalhadores do Novo Banco vão ficar protegidos contra processos

"Estamos à espera que a proposta final de acordo que venha a ser vertida exclua explicitamente os trabalhadores do Novo Banco que comercializaram os produtos do GES", diz Paulo Marcos, ao Negócios e Antena 1.
A carregar o vídeo ...

Os funcionários do Novo Banco ficarão protegidos na solução promovida pelo Governo para o papel comercial do Grupo Espírito Santo vendido aos balcões do antigo BES, segundo acredita Paulo Marcos, presidente do Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB).

 

"Estamos à espera que a proposta final de acordo que venha a ser vertida exclua explicitamente os trabalhadores do Novo Banco que comercializaram os produtos do GES. Repito, é aquilo que nós estamos à espera e julgo que é o que vai acontecer", declarou Paulo Marcos na Conversa Capital, que será no domingo na Antena 1 e publicada no Negócios na segunda-feira.

 

Até agora, os titulares de papel comercial que queiram aderir à solução encontrada pelo Governo e pelos reguladores, juntamente com a associação de "lesados", têm de abdicar das acções judiciais contra as entidades públicas, o Novo Banco e os seus accionistas, mas não era explícito que também os funcionários ficavam protegidos.

 

Para isso, o sindicato lançou uma petição, pedindo para que ficasse clara essa protecção aos trabalhadores da instituição, que está em processo de venda à Lone Star. Paulo Marcos defende que nunca ninguém se opôs a essa ideia e que, na implementação da solução, os trabalhadores estão protegidos.




A sua opinião14
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado IS 18.06.2017

Mero optimismo do presidente do SNQTB.

comentários mais recentes
Anónimo 20.06.2017

Todos protegidos. Salgado, governo da altura, banco de Portugal e funcionários do BES/Novo Banco. Alguns não sabiam (!). E todos os outros, que burlaram deliberadamente os clientes, nomeadamente os emigrantes..Sob pressão dos chefes? Mas que disse o sindicato na altura? Vergonha. Justiça !

IS 18.06.2017

A pessoa com o nick "India.Bravo" é só mais um idiota que escreve neste espaço e que faz acusações avulsas com excesso de sinais de pontuação para ter o efeito de ênfase que procura e que não consegue de outra forma dado as competências comunicativas que evidencia são medíocres.

IS 18.06.2017

Mero optimismo do presidente do SNQTB.

Anónimo 18.06.2017

Tem que se perceber que haverá sempre gente a clamar pelo direito a um rendimento social como o RSI, da mesma forma que haverá sempre gente a clamar pelo direito a um rendimento social como um salário de excedentário na função pública com benefícios, bónus e progressões automáticas; a um rendimento social como umas rendas energéticas de muitos milhões ou a um rendimento social como um resgate ininterrupto ao seu posto de trabalho num banco de retalho falido que o mercado já não quer nem precisa.

ver mais comentários
pub