Construção Sindicato: Somague quer despedir 200 trabalhadores

Sindicato: Somague quer despedir 200 trabalhadores

O Sindicato da Construção diz à TSF que está a ser preparado o segundo despedimento colectivo em dois anos, cortando o número de colaboradores em Portugal a pelo menos três quartos. Em Setembro, fonte da construtora já tinha antecipado ao Negócios uma possível redução.
Sindicato: Somague quer despedir 200 trabalhadores
Negócios 21 de novembro de 2017 às 13:51
A construtora Somague quer despedir cerca de 200 dos seus trabalhadores em Portugal naquele que, a acontecer, será o segundo despedimento colectivo no espaço de dois anos.

A informação é avançada pela TSF, que cita o Sindicato da Construção. A concretizar-se, será a segunda redução do número de trabalhadores no espaço de dois anos, depois de em 2015 a empresa ter despedido 273 trabalhadores.

Segundo o sindicalista Albano Ribeiro, o sindicato pediu à administração da Somague uma reunião urgente e quer estar envolvido no processo.

O Negócios tentou contactar a Somague mas, até ao momento, não foi possível. O Dinheiro Vivo dá nota de um número superior abrangido: cerca de 300 trabalhadores, acrescentando ainda que os trabalhadores foram hoje informados da intenção de reduzir o efectivo.

Em Setembro, fonte oficial da empresa tinha confirmado ao Negócios que a Somague voltaria a reduzir o número de trabalhadores devido à "persistente evolução negativa do mercado da construção em Portugal".

A Somague conta com cerca de 1.500 trabalhadores, dos quais aproximadamente 600 em Portugal, segundo os números fornecidos pela empresa ao Negócios na altura. Já este ano, em Fevereiro, a construtora tinha apresentado propostas a cerca de quatro dezenas de quadros para a rescisão de contrato ou deslocalização para outros países onde o grupo tem trabalho.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas


Os socialismos transgénicos têm reduzido a nossa existência (independência) e são os responsáveis pela miséria de milhões de portugueses. Isto assim tem de mudar rapidamente, antes que seja tarde de mais...

Anónimo Há 3 semanas

E se de entre esses 200 houver quem não saiba fazer mais nada com a sua vida do que enveredar por uma vida de crime, deve ir para a prisão.

Saber mais e Alertas
pub