Transportes Singapura inicia testes de autocarros autónomos

Singapura inicia testes de autocarros autónomos

O país volta a ser palco para testes de veículos de condução autónoma. A assinatura de um novo acordo para as avaliações de autocarros sem condutor vem mais uma vez promover o uso de transportes públicos e a partilha de veículos.
Singapura inicia testes de autocarros autónomos
Negócios 19 de Outubro de 2016 às 13:09

Depois dos testes de táxis sem condutor, Singapura encontra-se actualmente a testar autocarros de condução autónoma. De acordo com a Reuters, o projecto conta com a colaboração da Universidade Tecnológica de Nanyang. Ainda não foi confirmada uma data de início dos testes.

 

O regulador de transportes de Singapura, citado pela mesma fonte, afirma que os testes começarão com dois modelos de autocarros híbridos eléctricos. A Autoridade de Transportes Terrestres pretende assim criar um sistema de condução automática que retire os modelos de autocarros com sensores actuais e que consiga navegar de forma mais eficaz no tráfego e com as condições climáticas do país.

 

Nos planos do país está ainda incluído o desenvolvimento de veículos autónomos para a limpeza das ruas.

 

Singapura tem servido vários testes de veículos de condução autónoma. O país foi recentemente notícia neste campo após a ocorrência de um acidente. Na passada terça-feira, um automóvel automático colidiu contra um camião enquanto mudava de faixa de rodagem. A nuTonomy, empresa responsável por estes testes, afirma à Reuters estar a investigar o acontecimento.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub