Comércio Sonae aponta para meta de 200 Well’s no país

Sonae aponta para meta de 200 Well’s no país

Rede de para-farmácias do grupo de distribuição tem objectivo de abrir 30 novas unidades até ao final do ano, segundo a gestão.
Sonae aponta para meta de 200 Well’s no país
Negócios 14 de Novembro de 2016 às 19:08

A cadeia de lojas Well’s, que vende medicamentos não sujeitos a receita médica, óptica, puericultura, cosmética e perfumaria, detida pela Sonae MC, do grupo Sonae, tem como objectivo chegar às 200 lojas a curto prazo, anunciou a companhia em comunicado.

Em nota enviada às redacções esta terça-feira, 14 de Novembro, a gestão da Well’s adianta que "está a acelerar a expansão da rede de lojas em Portugal, tendo como objectivo reforçar a cobertura em todo o país, em especial nos centros urbanos".

De acordo com o relatório e contas da Sonae SGPS de 2015, o exercício passado fechou com "152 lojas (mais 15 sob acordos de franquia)" da rede Well’s em Portugal.

Na comunicação desta segunda-feira, o grupo adianta que "desde o início do ano" de 2016, "a insígnia já inaugurou 19 unidades de acordo com o plano estratégico de expansão, estando previstas mais de uma dezena de aberturas até ao final de 2016".

Citado no comunicado, o director-geral da Well’s, João Cília, afirma: "o nosso objectivo é atingir as 200 lojas". Tal será feito "sempre com o apoio dos nossos profissionais de saúde qualificados", adianta.

Na comunicação, não é divulgado o valor do investimento nem a previsão de postos de trabalho a criar com a expansão da rede Well’s no país.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub