Comércio Sonae fecha acordo para a fusão da Sport Zone com a JD Sprinter

Sonae fecha acordo para a fusão da Sport Zone com a JD Sprinter

A fusão da Sport Zone com a JD Sprinter dará origem à segunda maior empresa no mercado de artigos desportivos na Península Ibérica, com um total de 287 lojas.
Sonae fecha acordo para a fusão da Sport Zone com a JD Sprinter
Rita Faria Nuno Carregueiro 14 de setembro de 2017 às 07:27

A Sonae SGPS anunciou esta quinta-feira, 14 de Setembro, que chegou a um acordo com a JD Sports Fashion Plc, a Balaiko Firaja Invest S.L. e a JD Sprinter Holdings 2010, S.L. (JD Sprinter) para a fusão da Sport Zone com os negócios do grupo britânico na Península Ibérica, na sequência do memorando de entendimento anunciado em Março.

Em comunicado emitido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonae informa que "(…) chegou através de uma das suas subsidiárias, a Sonae MC Modelo Continente SGPS, S.A., a um acordo com a JD Sports Fashion Plc, a Balaiko Firaja Invest S.L. e a JD Sprinter Holdings 2010, S.L. (JD Sprinter), que prevê a combinação da JD Sprinter e da Sport Zone, essencialmente nos mesmos termos que os previamente anunciados ao mercado".

A empresa portuguesa adianta ainda que a transacção se encontra sujeita ao "cumprimento de condições suspensivas dependentes de terceiros", onde se inclui a aprovação da Autoridade da Concorrência.

A JD Sports é líder do retalho de artigos desportivos no Reino Unido, com mais de 900 lojas, estando também presente noutros países europeus, como França, Holanda, Alemanha, Itália e Suécia. Está cotada na Bolsa de Londres e facturou mais de 1,8 mil milhões de libras no ano passado.


A empresa que resultará desta união será a segunda maior no mercado de artigos desportivos na Península Ibérica, com um total de 287 lojas e um volume de negócios estimado para 2016 de 450 milhões de euros.


Esta companhia terá 96 lojas em Portugal (onde a JD Sports tem 12 unidades) e 191 em Espanha, onde a Sport Zone já marca presença há vários anos e no final do ano passado chegou às 40 lojas


A Sonae está também presente no mercado espanhol com uma série de outras marcas de retalho não alimentar, como a Zippy, que não entram nesta operação de fusão, pois esta diz apenas respeito aos artigos desportivos.  

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Antunes Há 4 dias

Que chique, uma "fusão" (ibérica claro) - ou uma forma mais simpática de dar conta de mais uma derrota - uma empresa que muito ladra mas, como sempre se soube, pura e simplesmente nunca conseguiria sair da península de forma minimamente relevante (para além dos triliões de franchisings das zippies).

Menoli Há 5 dias

"e um volume de negócios estimado para 2016 de 450 milhões de euros".
Que raio de sociedade é esta que ainda não fechou o ano de 2016. Ainda tem negócios estimados para esse ano, quando estamos quase em 2018...

pub