Comércio Sonae fecha acordo para a fusão da Sport Zone com a JD Sprinter

Sonae fecha acordo para a fusão da Sport Zone com a JD Sprinter

A fusão da Sport Zone com a JD Sprinter dará origem à segunda maior empresa no mercado de artigos desportivos na Península Ibérica, com um total de 287 lojas.
Sonae fecha acordo para a fusão da Sport Zone com a JD Sprinter
Rita Faria Nuno Carregueiro 14 de setembro de 2017 às 07:27

A Sonae SGPS anunciou esta quinta-feira, 14 de Setembro, que chegou a um acordo com a JD Sports Fashion Plc, a Balaiko Firaja Invest S.L. e a JD Sprinter Holdings 2010, S.L. (JD Sprinter) para a fusão da Sport Zone com os negócios do grupo britânico na Península Ibérica, na sequência do memorando de entendimento anunciado em Março.

Em comunicado emitido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonae informa que "(…) chegou através de uma das suas subsidiárias, a Sonae MC Modelo Continente SGPS, S.A., a um acordo com a JD Sports Fashion Plc, a Balaiko Firaja Invest S.L. e a JD Sprinter Holdings 2010, S.L. (JD Sprinter), que prevê a combinação da JD Sprinter e da Sport Zone, essencialmente nos mesmos termos que os previamente anunciados ao mercado".

A empresa portuguesa adianta ainda que a transacção se encontra sujeita ao "cumprimento de condições suspensivas dependentes de terceiros", onde se inclui a aprovação da Autoridade da Concorrência.

A JD Sports é líder do retalho de artigos desportivos no Reino Unido, com mais de 900 lojas, estando também presente noutros países europeus, como França, Holanda, Alemanha, Itália e Suécia. Está cotada na Bolsa de Londres e facturou mais de 1,8 mil milhões de libras no ano passado.


A empresa que resultará desta união será a segunda maior no mercado de artigos desportivos na Península Ibérica, com um total de 287 lojas e um volume de negócios estimado para 2016 de 450 milhões de euros.


Esta companhia terá 96 lojas em Portugal (onde a JD Sports tem 12 unidades) e 191 em Espanha, onde a Sport Zone já marca presença há vários anos e no final do ano passado chegou às 40 lojas


A Sonae está também presente no mercado espanhol com uma série de outras marcas de retalho não alimentar, como a Zippy, que não entram nesta operação de fusão, pois esta diz apenas respeito aos artigos desportivos.  

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Antunes 14.09.2017

Que chique, uma "fusão" (ibérica claro) - ou uma forma mais simpática de dar conta de mais uma derrota - uma empresa que muito ladra mas, como sempre se soube, pura e simplesmente nunca conseguiria sair da península de forma minimamente relevante (para além dos triliões de franchisings das zippies).

Menoli 14.09.2017

"e um volume de negócios estimado para 2016 de 450 milhões de euros".
Que raio de sociedade é esta que ainda não fechou o ano de 2016. Ainda tem negócios estimados para esse ano, quando estamos quase em 2018...

Saber mais e Alertas
pub