Empresas Sonae reforça cibersegurança com entrada na norte-americana Arctic Wolf

Sonae reforça cibersegurança com entrada na norte-americana Arctic Wolf

O grupo Sonae entrou no capital da norte-americana Artic Wolf Networks, uma empresa especialista em cibersegurança, no âmbito de uma ronda de investimento de 12,3 milhões de euros.
Sonae reforça cibersegurança com entrada na norte-americana Arctic Wolf
Rui Neves 16 de novembro de 2017 às 12:01

A Sonae Investment Management (Sonae IM), o "braço" tecnológico do grupo português, continua às compras no estrangeiro. Depois de, ainda há um mês, ter investido seis milhões de euros na Ometria, plataforma londrina de marketing na área da inteligência artificial, anunciou esta quinta-feira, 16 de Novembro, que entrou no capital da norte-americana Arctic Wolf Networks, empresa especialista em cibersegurança "com uma abordagem disruptiva do mercado"

 

A entrada da Sonae IM na Arctic Wolf ocorreu no âmbito de uma ronda de financiamento da empresa, no valor de 14,5 milhões de dólares (12,3 milhões de euros), que tem como objectivo o reforço da "expansão da sua solução de ‘security operations center’ (SOC)-as-a-service’ nos mercados europeus e da América do Norte", adianta a empresa em comunicado.

 

A Sonae IM participou nesta última ronda de investimento da Arctic Wolf acompanhada pela Knollwood Investment Advisory, que se juntam na estrutura accionista da companhia norte-americana aos investidores Lightspeed Venture Partners e Redpoint.

 

A empresa portuguesa, que não revelou o valor do investimento nesta operação, "ocupará um lugar no conselho de administração da Arctic Wolf e desempenhará um papel activo no apoio aos planos de expansão da empresa", lê-se no mesmo comunicado.

 

"A crescente sofisticação dos ataques cibernéticos e a profissionalização dos ‘cibercriminosos’ significa que um SOC é um elemento essencial da cibersegurança moderna. O investimento da Sonae ajudará a acelerar o nosso crescimento", afirma Brian NeSmith, CEO e co-fundador da Arctic Wolf, classificando a Sonae IM como um "parceiro forte" que "pode ajudar a empresa a enfrentar o mercado europeu".

Já para Carlos Alberto Silva, director executivo da Sonae IM, "com o investimento na Arctic Wolf, visando principalmente o segmento inexplorado de PME, a Sonae IM reforça o seu portfólio de cibersegurança, que já inclui a S21sec, baseada em Espanha e que é uma das principais empresas europeias de MSSP (prestador de serviços geridos de cibersegurança) e com forte presença na América Latina, assim como uma posição de liderança em Portugal desde a aquisição da Sysvalue, no ano passado ".

 

A Sonae IM gere um portfólio de empresas de base tecnológica ligadas ao retalho e telecomunicações, integrando companhias como a WeDo Techonologies, a S21sec, a Saphety ou a Bizdirect, tendo terminado o ano de 2016 com 11 investimentos directos.

 

"A Sonae IM também investiu recentemente como LP em três fundos VC, geridos pela Armilar Venture Partners, com participações em 22 empresas", refere o comunicado.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

Só grandezas...mas as acções são uma merda na Bolsa !

pub