Tecnologias Sonae IM investe em tecnológica americana

Sonae IM investe em tecnológica americana

A empresa de “venture capital” da sociedade da Maia participou numa ronda de investimento de dois milhões de dólares na StyleSage.
Sonae IM investe em tecnológica americana
Alexandra Noronha 20 de Outubro de 2016 às 12:00

A Sonae IM, sociedade de "corporate venture capital" da empresa da Maia participou numa ronda de investimento na tecnológica americana StyleSage, segundo adiantou a empresa em comunicado.

 

O grupo "participou na ronda de investimento ‘seed’ de 2 milhões de dólares, liderada pelo VC [Venture Capital] norte-americano Trammell Ventures Partners, investidor actual na StyleSage, tendo ainda a participação de outros investidores actuais na empresa", lê-se no mesmo documento.

 

A Sonae IM explicou que "o nosso investimento na empresa disruptora de data analytics StyleSage faz parte da nossa estratégia de investir em tecnológicas de classe mundial. Acreditamos que podemos contribuir com o nosso conhecimento de retalho e respectiva rede de contactos, apoiando o desenvolvimento de uma plataforma de topo para clientes de moda, na mesma linha que apoiamos outras empresas do portfolio", salientou Eduardo Piedade, membro do Conselho de Administração da Sonae IM.

 

A StyleSage é uma plataforma de dados que faz previsões e optimiza as vendas em tempo real, o que "permite às marcas de moda, casa e beleza, determinarem o preço, melhorarem o processo de design e comprarem novos produtos. A StyleSage recolhe informação de produtos disponíveis em sites de e-commerce concorrentes, em todo mundo, todos os dias" e em seguida, usando tecnologia em "machine learning" limpa, organiza e analisa quantidades enormes de dados que disponibiliza às marcas e retalhistas em tempo real, segundo o documento.

 

A plataforma está a ser usada por marcas como a Benetton e pretende "usar os fundos para aumentar as vendas, penetrando em novos mercados, e reforçar o desenvolvimento de dados e tecnologia, e está, neste momento, activamente a recrutar".

 

Em Julho, a Sonae IM entrou no capital da InovRetail "tornando-se accionista de referência da start up tecnológica", salientou a empresa da Maia em comunicado, sem adiantar os valores envolvidos, nem a posição em concreto que adquiriu.

 

A InovRetail desenvolve "ferramentas analíticas avançadas, focadas em apoiar retalhistas na tomada de decisão e melhorar a sua performance. A entrada da Sonae IM contribuirá de forma decisiva para tornar a InovRetail numa empresa tecnológica de referência para retalhistas, a nível global", referiu o mesmo comunicado.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


Comemorações Oficiais

FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Porque é que 4 500 000 de trabalhadores privados têm de continuar a pagar a reposição dos salários, das pensões e das mordomias dos 500 000 funcionários públicos?

É uma medida populista que vai enterrar o país em mais 10 000 milhões € nos próximos anos!

Chega de mordomias para os funcionários públicos, são as 35 horas de trabalho, os dias de férias que começam nos 25 dias, as reformas muito acima dos restantes mortais e com muito menos anos de descontos, o bloco de "desculpas" para faltar ao trabalho, as inúmeras greves dos inúteis sindicatos, a impossibilidade de serem despedidos.

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Grande empresa sempre a investir!Força SONAE SGPS!Atenção que também existem os acionistas.

Anónimo Há 2 semanas


Comemorações Oficiais

FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Porque é que 4 500 000 de trabalhadores privados têm de continuar a pagar a reposição dos salários, das pensões e das mordomias dos 500 000 funcionários públicos?

É uma medida populista que vai enterrar o país em mais 10 000 milhões € nos próximos anos!

Chega de mordomias para os funcionários públicos, são as 35 horas de trabalho, os dias de férias que começam nos 25 dias, as reformas muito acima dos restantes mortais e com muito menos anos de descontos, o bloco de "desculpas" para faltar ao trabalho, as inúmeras greves dos inúteis sindicatos, a impossibilidade de serem despedidos.

pub