Empresas Sonaecom leva Fidentiis a elevar avaliação da Sonae

Sonaecom leva Fidentiis a elevar avaliação da Sonae

A Fidentiis reviu a avaliação da Sonae SGPS para "reflectir o actual valor de mercado da Sonaecom". Uma revisão que surge uma semana antes da empresa apresentar os seus resultados do primeiro semestre do ano.
Sara Antunes 16 de agosto de 2012 às 19:13
A Fidentiis estima que a Sonae SGPS reporte um lucro de 15 milhões de euros no primeiro semestre do ano, o que representa uma queda superior a 50% face ao mesmo período do ano passado, de acordo com uma nota de análise a que o Negócios teve acesso. As receitas deverão situar-se nos 2,5 mil milhões, menos 2,9% do que nos primeiros seis meses de 2011.

Além da previsão de resultados, cujos números serão conhecidos a 23 de Agosto, a casa de investimento aproveitou para rever a avaliação da empresa liderada por Paulo Azevedo (na foto).

A avaliação que a Fidentiis faz da Sonae SGPS passou de um intervalo entre 0,41 euros e 0,46 euros para entre 0,43 euros e 0,48 euros por acção. Esta revisão surge para "reflectir o actual valor de mercado da Sonaecom", explica a casa de investimento na nota de análise.

As acções da Sonae SGPS fecharam a sessão desta quinta-feira a subir 2,29% para 0,446 euros, o que significa que o valor do novo intervalo da avaliação da Findentiis (0,455 euros) representa um potencial de subida de 2% das acções. A recomendação permaneceu em "manter".

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de “research” emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de “research” na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.

A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
asCetabnzzz6 23.11.2016

http://citalopram-hbr-20-mg.party/ - citalopram headaches http://retinamicro.date/ - retin-a micro http://buy-wellbutrin.click/ - buy wellbutrin http://buytorsemide.men/ - torsemide 10 mg http://prednisolone-5mg.xyz/ - prednisolone 5mg http://nolvadexpct.gdn/ - nolvadex pill http://diclofenaconline.

asCetambzbxl 23.11.2016

http://diflucanoverthecounter.cricket/ - diflucan http://buyflagyl.online/ - flagyl http://viagraprice.trade/ - viagra http://mobic15mg.site/ - mobic

asCetancoska 07.11.2016

http://diflucanonline.date/ - diflucan http://atenolol-25-mg.science/ - go here http://buyamoxil.gdn/ - check out your url

Mariana Pires 16.08.2012

Em Chaves o Supermercado Continente também é o mais caro.
Tens razão, Pedro Guimarães, o Continente subiu muito os preços dos produtos para pagar as dividas que tem aos bancos e aos fornecedores.
Os clientes é que perdem.

ver mais comentários
pub