Banca & Finanças Sonangol perdeu mais de 365 milhões com investimento no BCP desde 2007

Sonangol perdeu mais de 365 milhões com investimento no BCP desde 2007

O investimento da Sonangol no banco português Millennium BCP, em que detém uma posição de 14,87 por cento do capital social, "é estratégico", mas já representa uma perda potencial de 365,7 milhões de euros, refere a petrolífera angolana.
Sonangol perdeu mais de 365 milhões com investimento no BCP desde 2007
reuters, bloomberg
Lusa 13 de julho de 2017 às 10:04

A informação consta do último relatório e contas da concessionária estatal, liderada desde Junho de 2016 pela empresária angolana Isabel dos Santos, que recorda que o investimento da Sonangol no banco português começou em 2007, então com 180 milhões de acções (que no final de 2015 chegaram a cerca de 10,53 mil milhões), inicialmente no valor de 525,6 milhões euros.

 

Dez anos depois, o saldo desse investimento representa um "justo valor", nas contas de 2016, de 150,4 milhões de euros, contra o saldo inicial de 516,1 milhões de euros nas contas do final de 2015, além de um peso na estrutura accionista que passou de 17,84% (2015), para 14,87%, devido ao aumento de capital realizado pelo Millennium BCP.

 

"A participação da Sonangol no BCP tem tido sempre um cunho estratégico, já que é um suporte relevante para a diversificação do seu investimento, em geografias como África e a Europa, e acentua a natureza e vocação internacional da empresa", escreve a petrolífera, no seu relatório e contas.

 

Acrescenta que "apesar da desvalorização prolongada em bolsa", o BCP tem "feito progressos na implementação do seu Plano de Restruturação" e com isso "tornou-se o banco mais eficiente em Portugal", apresentando "grandes sucessos na desalavancagem financeira".

 

Em Dezembro de 2016, a presidente do conselho de administração da Sonangol, Isabel dos Santos (na foto), confirmou que a petrolífera angolana pediu um reforço da participação no capital do banco português Millennium BCP, cujo maior accionista passou a ser o grupo chinês Fosun.

 

"A participação da Sonangol no banco Millennium BCP continuará e foi efectuado um pedido de reforço da participação da mesma", disse Isabel dos Santos, sem concretizar valores.

 




A sua opinião16
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 14.07.2017

O que me admira muito, é que com o valor das ações de tão baixo valor, ainda não ter passado para os Espanhóis ou outros! Deve estar por pouco tempo...

MILENIUM BCP a 1ª LIBRA por AÇÃO 13.07.2017

Por ccausa do BREXIT ó MAIOR BANCO INGLÊS vai LANÇAR UMA OPA AO MILENIUM BCP A UMA LIBRA POR AÇÃO porque só os bancos falidos ( montepio ) é que são opados a 1 euro por ação

Investidor 13.07.2017

O BCP está a fazer o seu caminho de acordo com o plano que o CEO apresentou publicamente há muito tempo. Haverá contratempos mas se o plano se concretizar o preço objectivo é sabido. Para já tudo a correr como previsto, até um pouco melhor que o previsto. Muito bem.

OS MILENIUMS JÁ TRIPLICARAM OS RESULTADOS 13.07.2017

O MILENIUM POLACO E O MILENUM PORTUGUÊS JÁ TRIPLICARAM OS RESULTADOS EM RELAÇÃO AO PRIMEIRO TRIMESTRE

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub