Banca & Finanças S&P prevê que a banca portuguesa só regresse aos lucros em 2018

S&P prevê que a banca portuguesa só regresse aos lucros em 2018

A banca nacional só deverá regressar aos lucros no próximo ano. E serão “limitados”, prevê a S&P, que realça que apesar do que tem sido feito “a maioria dos grandes bancos continua em reestruturação.”
S&P prevê que a banca portuguesa só regresse aos lucros em 2018
Sara Antunes 22 de junho de 2017 às 16:44

A Standard & Poors (S&P) emitiu uma análise ao risco da banca portuguesa, apontando para o ainda elevado nível de activos problemáticos e para a baixa rentabilidade, provocada pelas reduzidas taxas de juro praticadas.

 

"Os bancos portugueses continuam expostos a riscos económicos mais elevados do que alguns dos pares europeus", realça a agência de notação financeira numa nota publicada esta quinta-feira, 22 de Junho, onde prevê que a economia portuguesa cresça 1,6% este ano e 1,5% nos próximos dois anos. Valores que ficam abaixo da previsão de muitos economistas, que têm vindo a rever em alta as suas estimativas para a economia portuguesa, apontando para o crescimento do produto interno bruto (PIB) superior a 2% este ano.

 

"Apesar das melhorias recentes, antecipamos que a alavancagem do sector privado permaneça elevada, próxima dos 140% em 2019, o que inibe uma recuperação mais dinâmica" do sector.

 

Esta conjuntura fará com que seja "improvável" que os bancos consigam reduzir de forma rápida o nível de activos considerados problemáticos. "Prevemos que o rácio de activos problemáticos continue a ser de 20% em 2019", acrescenta a mesma fonte.

 

"Prevemos que o sistema bancário português continue a reportar prejuízos em 2017 e só reporte lucros limitados em 2018", num período em que a capacidade de gerar lucros recorrentes "continua sob pressão significativa" e em que "os custos operacionais são elevados".

 

"Apesar dos recentes avanços, a maioria dos maiores bancos continuam em reestruturação." Além disso, realça a S&P, poderá observar-se "distorções no mercado porque o Governo português controla uma parte importante do sistema bancário."

 

O risco associado à banca portuguesa também se mantém "estável" porque, na perspectiva da S&P "o sistema bancário português vai lutar para melhorar a sua rentabilidade e eficiência à luz das actuais taxas de juro", que estão em mínimos, além de terem em mãos "um grande stock de activos problemáticos."

 

"Apesar de os planos de reestruturação estarem a progredir bem na maioria dos bancos, esperamos que ainda demore algum tempo até que isto se traduza em fortalecimento da rentabilidade doméstica", acrescente a mesma fonte.

 

"Perspectivas de rentabilidade modesta, conjugado com a ausência de uma solução efectiva para os activos problemáticos, deverá continuar a dificultar o acesso dos bancos ao mercado grossista de dívida a um custo suportável", salienta a S&P.

 

"Antecipamos que os bancos continuem estruturalmente dependentes de financiamento externo e isso deixa-os vulneráveis nas oscilações de confiança dos investidores." 




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 22.06.2017

Em Portugal não existem excedentários. Só resgates e subsídios sempre à mão.

comentários mais recentes
pertinaz 22.06.2017

BOM BOM BOM

Anónimo 22.06.2017

Em Portugal não existem excedentários. Só resgates e subsídios sempre à mão.

Anónimo 22.06.2017

Com o petróleo a descer novamente, teremos maré vermelha nas bolsas....

ó sr TOLIÇES PEREIRA tire esta TRUMP DAQUI 22.06.2017

ó sr TOLIÇES PEREIRA tire esta TRUMP desta noticia daqui já viu que não CONSEGUE deitar abaixo o BCP escreva antes que o BANCO SANTANDER está a EQUACIONAR o LANÇAMENTO DE UMA OPA AO BCP A 0.75 ai SIM voçÊ já estava a tentar tirar PORTUGAL DO LIXO

ver mais comentários