Desporto Sporting e Porto anunciam reatamento das relações institucionais

Sporting e Porto anunciam reatamento das relações institucionais

Sporting e FC Porto anunciaram hoje o reatamento das relações institucionais, com base na "urgência e necessidade de pacificação do futebol português", indicaram os clubes nos seus sítios oficiais na Internet.
Sporting e Porto anunciam reatamento das relações institucionais
Correio da Manhã
Lusa 11 de maio de 2017 às 13:35

Os dois clubes justificaram o reatamento de relações "em face (...) da obrigatoriedade de introduzir maior transparência e verdade desportiva e de defender aquilo que são os valores que devem nortear o desporto nacional".

 

Por aquelas razões, entendem "os dois clubes estarem reunidas as condições para que seja desencadeado de imediato o processo de reatamento das relações institucionais entre o Sporting CP e o FC Porto".

 

Os clubes confirmaram a realização de uma reunião entre os directores de comunicação, na qual constataram uma "convergência de posições" relativamente a temas "fundamentais para o futuro e pacificação do futebol português".

 

O vídeo-árbitro e regras da sua implementação, a publicação dos relatórios dos árbitros e delegados, alterações ao regulamento disciplinar, o regresso dos processos sumaríssimos, a observância da lei em relação às claques e à violência no desporto foram alguns temas abordados.

 

Os dois clubes pretendem também a substituição imediata do coordenador dos delegados da Liga, que os recursos para o Tribunal Arbitral do Desporto e o Conselho de Justiça tenham efeito suspensivo das decisões do Conselho de Disciplina e o reconhecimento dos títulos do Campeonato de Portugal como de campeões nacionais.

 

"Concluída esta reunião, verificámos que há caminho que pode e deve ser feito em conjunto, considerando que é muito mais aquilo que nos une do que aquilo que nos separa", indica o comunicado, assinado pelos directores de comunicação de Sporting e FC Porto.

 

Em Junho de 2013, o Sporting suspendeu "todas as relações institucionais" com o FC Porto, na sequência de um desentendimento entre o presidente 'leonino', Bruno de Carvalho, e o vice-presidente dos 'dragões' Adelino Caldeira, na final da Taça de Portugal de andebol.

 


A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Paulo Há 2 semanas

Todos foram mandados"aquela parte". Ou o reeleito presidente do SCP pediu desculpa aos adeptos do FCP na pessoa do seu presidente ou então eles gostaram, ou não se importam.

O MAFIOSO-MOR (O PAPA) MERECE ZERO CONFIANÇA Há 2 semanas

Sou lagarto, mas reconheço que não é por aí que deve ser o caminho do Sporting.
Ou seja, juntar-se a mafiosos nunca poderá, mesmo taticamente, ser boa escolha.
Esta Máfia é gente que, na primeira curva da estrada, nos podes espetar o punhal nas costas.

Anónimo Há 2 semanas

DRAGARTOS CLUBE DE PORTUGAL!!!!!!
PARABENS!!!

É só começar a proxima epoca, e começarem ambos a ganhar uns joguitos, e pensarem que este ano é que é,que acaba logo o estado de graça.....e dps em Maio estão os dois convidados para a festa do 37...

João Santos Há 2 semanas

Linda esta nova união de facto entre dois grandes clubes, Dragões e Lagartos unidos para bem do futebol. Não ganhar nada, à vários anos, dá nisto, alianças com o objectivo de impedir o rival de continuar a ganhar. Pobres de espírito, não mudem de comportamento e reforcem equipas!!!!

ver mais comentários
}
pub