Empresas Start-up Agroop garantiu 200 mil euros na terceira campanha na Seedrs

Start-up Agroop garantiu 200 mil euros na terceira campanha na Seedrs

A start-up já garantiu a sua meta de 200 mil euros, depois de ter arrecadado 170 mil nas iniciativas anteriores.
Start-up Agroop garantiu 200 mil euros na terceira campanha na Seedrs
Bruno Simão
Negócios 08 de agosto de 2017 às 11:25

Menos de um mês depois de ter arrancado com a sua terceira campanha de financiamento na plataforma de equity crowdfunding Seedrs, a start-up portuguesa Agroop já garantiu o seu objectivo de 200 mil euros. 

"A Agroop atingiu o objectivo de captar 200 mil euros na maior plataforma europeia de equity crowdffunding, em troca de 9% do seu capital, avaliando a empresa em pouco mais de 2 milhões de euros, numa ronda de financiamento que atraiu mais de 150 investidores", informa o comunicado divulgado esta terça-feira, 8 de Agosto. A campanha entrou em overfunding e vai manter-se activa durante as próximas semanas. 

Segundo a empresa, o encaixe desta operação "servirá para escalar, continuar a melhorar o produto e alavancar a sua comercialização". 


Nas iniciativas anteriores, a start-up, que tem uma aplicação de gestão agrícola, conseguiu captar 170 mil euros, com os quais criou a equipa e desenvolveu o produto.

Em Julho, aquando do lançamento da campanha, o CEO da Agroop, Bruno Fonseca, assinalava que "o modelo de financiamento através do equity crowdfunding permite-nos não só chegar fácil e rapidamente a um vasto número de investidores, mas também promover o nosso produto junto de potenciais clientes e parceiros".

Já o director de desenvolvimento de negócios da Seedrs, Filipe Portela, apontou que "o facto de termos uma empresa portuguesa a recorrer, por diversas vezes, à Seedrs é sinal bem claro do interesse significativo pelo financiamento através de equity crowdfunding e da importância desta plataforma para o desenvolvimento e crescimento do ecossistema de start-ups".

(Notícia actualizada às 14:32 com comunicado)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub