Start-ups Start-up portuguesa de tradução automática fecha ronda de mais de 4,5 milhões de euros

Start-up portuguesa de tradução automática fecha ronda de mais de 4,5 milhões de euros

A Unbabel, uma start-up portuguesa que tem uma plataforma para tradução em que combina inteligência artificial com a tradução humana, levantou uma ronda de investimento de série A superior a 4,5 milhões de euros.
Start-up portuguesa de tradução automática fecha ronda de mais de 4,5 milhões de euros
Bloomberg
Ana Laranjeiro 31 de Outubro de 2016 às 14:04

A Unbabel, uma start-up portuguesa que tem uma plataforma de tradução que combina inteligência artificial com tradução humana, levantou uma ronda de financiamento no valor de 5 milhões de dólares – mais de 4,5 mil milhões de euros no câmbio actual. A ronda foi liderada pela Notion Capital e pela Caixa Capital, sendo que os investidores já existentes acompanharam a ronda.

De acordo com o comunicado enviado pela Caixa Capital, com este investimento a start-up já angariou um total de 8 milhões de dólares. Com o financiamento obtido nesta ronda, a Unbabel quer construir o "Unbabel Language Engine" que é, segundo a mesma fonte, uma plataforma que combina o processamento de linguagem natural com inteligência artificial e algoritmos e uma rede de editores humanos.

Vasco Pedro, co-fundador e CEO da Unbabel, em comunicado salienta que "com um mercado de serviços de tradução que ascende a 38 mil milhões de dólares, é claro que as despesas são elevadas para qualquer empresa que procure fazer negócio num mundo poliglota".

Chris Tottman, Partner da Notion Capital, salienta em comunicado que o fundo de capital de risco "está muito impressionado com a tecnologia principal da Unbabel" e com a sua tracção inicial "com clientes como a Pinterest, Microsoft e Skyscanner, bem como com o crescimento rápido potencial através de plataformas como a Zendesk e Salesforce".




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Jota Há 1 semana

4,5 mil milhões de euros? Como é possivel escrever este disparate? Será que a jornalista nem tem a noçao do ridiculo que é apresentar um valor destes?

surpreso Há 1 semana

Se não for melhor do que o Google,nada feito

Anónimo Há 1 semana

hmmm ... 5 milhões de dólares – mais de 4,5 mil milhões de euros no câmbio actual ... não sabia que o euro estava assim tão fraco

Tudo lixo Há 1 semana

Esta gentinha não tem nada para fazer? Tanta terrinha para lavrar.

pub