Start-ups Startup Voucher apoia mais de 400 empreendedores

Startup Voucher apoia mais de 400 empreendedores

O Startup Voucher, uma medida que está presente na estratégia nacional para o empreendedorismo, vai apoiar 245 projectos, no total 409 empreendedores. Estes empreendedores vão beneficiar, nomeadamente, de uma bolsa mensal de quase 700 euros.
Startup Voucher apoia mais de 400 empreendedores
Bloomberg
Ana Laranjeiro 20 de março de 2017 às 13:22

O primeiro concurso do Startup Voucher, uma medida presente no Startup Portugal – estratégia nacional de apoio ao empreendedorismo -, vai apoiar 245 projectos e 409 novos empreendedores. Estes empreendedores vão beneficiar de uma bolsa mensal de 691,70 euros. Além disso, esta medida quer apoiar os empreendedores, dando-lhes mentoria, assistência técnica e um prémio de concretização.

 

Na página do IAPMEI é referido que "nesta primeira fase de desenvolvimento da ideia de negócio, que durará 4 meses, será prestado apoio ao desenvolvimento do negócio através de acompanhamento e mentoria especializada, após o qual as ideias serão novamente sujeitas a um processo de avaliação e selecção".

 

Nas duas fases subsequentes, os projectos vão receber "assistência técnica especializada no desenvolvimento dos produtos e soluções, bem como na definição do modelo de negócio".

 

Para receberem esta bolsa mensal, que ronda os 700 euros, durante 12 meses, os empreendedores têm de passar "as fases de avaliação intermédia previstas".

 

"O Startup Voucher é uma medida do programa Startup Portugal, com uma vigência de 4 anos, destinando-se a apoiar equipas de jovens empreendedores, no desenvolvimento de uma ideia de negócio visando a criação de novas empresas de base tecnológica e conhecimento intensivo ou em actividades das indústrias culturais e criativas", pode ler-se na página do IAPMEI.

 

No início de Fevereiro, o IAPMEI tinha já comunicado aos empreendedores que os resultados das candidaturas, que terminaram no final de 2016, iriam ser comunicados no início de Março.

 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz 20.03.2017

TANGAS TANGAS TANGAS TANGAS

Investidor 20.03.2017

O disparate em forma de subsidio. O Estado a meter-se onde não é chamado. Aposto que NENHUMA empresa de sucesso existirá daqui a 5 anos. Não é isto que o Estado tem de fazer para apoiar o empreendedorismo. Ao mesmo tempo burocracia, legislação laboral arcaica e a energia mais cara da Europa...

Saber mais e Alertas
pub