Transportes STCP com mais 2,2 milhões de clientes até Junho

STCP com mais 2,2 milhões de clientes até Junho

A empresa de transporte público do Porto aumentou a receita em 7,5% no primeiro semestre deste ano, registou resultados operacionais positivos de 586 mil euros e reduziu os prejuízos para 244 mil euros.
STCP com mais 2,2 milhões de clientes até Junho
José Rebelo/Correio da Manhã
Maria João Babo 31 de agosto de 2017 às 16:56

A Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP) encerrou o primeiro semestre deste ano com 2,2 milhões de novos clientes, face ao mesmo período de 2016.

De acordo com o relatório e contas consolidadas do semestre, a empresa de transporte público do Porto transportou 36,6 milhões de passageiros, o que representa um aumento homólogo de 6,4%.

A receita de títulos de transporte até Junho foi de 22,4 milhões de euros, o que representa uma subida de 7,3% (ou 1,5 milhões de euros), justificada pelo "acréscimo da procura" e "aumento médio tarifário de 1,5%, verificado em Janeiro de 2017".

Os resultados operacionais consolidados do semestre foram positivos em 586 mil euros, melhorando em 111,2% – 5,8 milhões de euros – "em consequência, essencialmente, do aumento dos rendimentos operacionais e fruto de uma redução dos gastos operacionais, com destaque para a reversões de provisões", explica a empresa.

Os rendimentos operacionais foram de 23,5 milhões de euros, mais 8,6% do que no primeiro semestre de 2016, sendo que à semelhança do ocorrido em 2016 não houve atribuição de indemnizações compensatórias este ano.

Os gastos operacionais da STCP foram de 22,9 milhões de euros, tendo registado uma redução de cerca de quatro milhões de euros (14,7%), tendo esta diminuição resultado essencialmente do decréscimo dos gastos com pessoal, em cerca de 1,6 milhões de euros (10%) e dos gastos de depreciações e de amortizações, provisões e imparidades, no valor de 3,6 milhões de euros (185,7%).

Por seu lado, os resultados financeiros foram negativos em cerca de 823 mil euros, o que representou uma melhoria de 14,1 milhões de euros face ao primeiro semestre de 2016. Este resultado, explica a STCP, "deveu-se ao ajustamento positivo nos instrumentos financeiros (Swap) de 8,3 milhões de euros, registado no primeiro semestre do ano, quando o período homólogo de 2016 registou um ajustamento negativo nos instrumentos financeiros de 6,7 milhões de euros".

Sem os ajustamentos nos Swap, os resultados financeiros atingiram cerca de 9,1 milhões de euros negativos, apresentando um agravamento de 878 mil euros, face ao período homólogo do ano anterior.

Os resultados líquidos do primeiro semestre da STCP foram negativos em cerca de 244 mil euros, o que representa um desagravamento de 19,9 milhões de euros face ao primeiro semestre de 2016, quando ultrapassaram os 20,1 milhões de euros negativos.

Em termos de perspectivas para o segundo semestre, além da aquisição de novos autocarros, a empresa salienta a contratação de novos motoristas e técnicos de manutenção, apontando ainda para que na segunda metade do ano "estejam reunidas as condições para a operacionalização do novo modelo de gestão".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub