Web Summit Steve Anderson: "Não consegui ninguém para investir comigo no Instagram"

Steve Anderson: "Não consegui ninguém para investir comigo no Instagram"

O fundador da Baseline Ventures, uma sociedade de capital de risco, foi o primeiro a investir na rede social das fotografias.
Steve Anderson: "Não consegui ninguém para investir comigo no Instagram"
Bloomberg
Rita Faria 09 de Novembro de 2016 às 15:59

Steve Anderson, fundador da Baseline Ventures, foi o primeiro investidor do Instagram. No Web Summit, em Lisboa, o número 2 da "Midas List", da Forbes, contou que, na altura, não arranjou ninguém para investir consigo na rede social.

 

"O Instagram foi um grande sucesso. Mas não consegui arranjar ninguém para investir comigo", confessou o investidor, a propósito da forma como escolheu trabalhar sozinho.

Numa conferência, no palco central do MEO Arena, o fundador da Baseline Ventures explicou que, no início da sua carreira, as pessoas diziam-lhe para arranjar um parceiro. 

 

"Tive muitos conselhos no início, mas decidi que trabalhar sozinho seria a minha forma de o fazer. Temos de procurar o que é certo para nós e o que funciona para nós", afirmou.

 

Steve Anderson ocupa o segundo lugar da "Midas List" da Forbes – ranking anual que reúne os investidores mais bem-sucedidos, na área da tecnologia – devido à sua aposta nas fases iniciais de empresas como o Instagram, Heroku, Machine Zone, Social Finance e Stitch Fix.

 

À plateia de empreendedores, no Web Summit, o investidor deixou alguns conselhos. "É preciso um plano de segurança, e poupar dinheiro, é o que digo a toda a gente". "Mesmo que as pessoas te digam que algo está errado e acabares mesmo por estar errado, pelo menos aprendes alguma coisa com isso", acrescentou.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub