Imobiliário Subida dos preços das casas em Portugal foi a segunda maior da Zona Euro

Subida dos preços das casas em Portugal foi a segunda maior da Zona Euro

Só na Letónia os preços das habitações registaram uma subida mais acentuada do que em Portugal.  
Subida dos preços das casas em Portugal foi a segunda maior da Zona Euro
Bruno Simão/Negócios
Negócios 19 de janeiro de 2017 às 10:23

A subida de 7,6% nos preços das casas em Portugal no terceiro trimestre de 2016, face ao período homólogo do ano anterior, foi a segunda maior entre todos os países da Zona Euro.

 

De acordo com o Eurostat, só na Letónia (10,8%) os preços das habitações registaram uma subida mais acentuada do que em Portugal. Tendo em conta todos os países da União Europeia, outros dois países (Hungria e Bulgária) registaram crescimentos superiores.

 

Em média, na comparação com o período homólogo, os preços subiram 3,4% na Zona Euro e 4,3% na União Europeia. Face ao trimestre anterior os preços subiram 1,3% na Zona Euro e 1,5% na UE.

 

O INE tinha já reportado que esta subida de 7,6% nos preços das casas em Portugal no terceiro trimestre, que era a mais forte em pelo menos cinco anos, pois a actual série foi iniciada em 2011.

 

A progressão divulgada a 19 de Dezembro pelo instituto português corresponde "à taxa mais elevada da série disponível", que arrancou no terceiro trimestre de 2011. Já na análise em cadeia, este foi o sexto trimestre consecutivo com variações positivas (1,3%).   

 

 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub