Banca & Finanças Supervisor impõe aumento de capital no Montepio
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Supervisor impõe aumento de capital no Montepio

O Banco de Portugal exigiu que o Montepio aumentasse o capital em 250 milhões, já que a instituição não concluiu a tempo medidas que poderiam ter evitado a operação. Mutualista não entrou com dinheiro fresco: "transformou" obrigações em capital da caixa económica.
Supervisor impõe aumento de capital no Montepio
Jorge Paula/CM
Maria João Gago 03 de julho de 2017 às 00:01

O Banco de Portugal exigiu que a Caixa Económica Montepio Geral aumentasse o seu capital em 250 milhões de euros para fazer face às exigências de solidez impostas pelo supervisor. Como a instituição liderada

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG Há 2 semanas

O regulador e supervisor BdP tornou-se num agente de confusão e desestabilização.
Não faz o que deve e mete-se onde não devia. Como é que o acionista do banco Montepio pode continuar a ser representado por T Correia e o pd Melícias?
Como é que se permite que bancos tenham partes de capital relevantes de outros bancos ou indivíduos tenham partes de capital em vários bancos no mesmo mercado?
Quem deve decidir o que fazer com o banco Montepio são os associados da Ass Mut Montepio (não manipulados pelo T Correia e Melícias) e são eles os associados que devem definir estatutariamente qual a percentagem de K mínimo (por exemplo 55%) que a Ass Mut deve manter no banco Montepio.
Por seu turno, o BdP deve impedir que bancos participem (directa ou indiretamente) no K de outros bancos. Posto isto, se o banco precisa de aumentar o K e parece que já não precisa, que faça uma emissão de K no mercado. Tenho dúvidas que acrescentar ACCIONISTAS DIFUSOS contribua para melhorar a gestão do banco.

comentários mais recentes
cincoassim Há 2 semanas

Nao deixa de ser impressionante o ataque diário da comunicação social ao Montepio e no entanto este tem-se aguentado. Quem quer que seja, deverá aumentar as avenças para que os ataques continuem até à queda do Montepio.
Água mole em pedra dura, tanto dá, até que fura...

Bancos deviam estourar com os CEO lá dentro Há 2 semanas

Olhem as ventas do CEO do Montepio! Tem cara de labrego mas sabe a toda! Quer o dinheiro fresco da SCML para enterrar na sua banqueta igual às outras q fornicaram e roubaram os contribuintes em seu proveito! PPC preferiu cortar desalmadamente nos FP e pensionistas para entregar esse produto a bancos

Anónimo Há 2 semanas

O apagão que faltou em Pedrógão afinal foi feito no fisco. Mais uma prova de que a alocação incorrecta de factores produtivos no Estado é a ruína dos portugueses e ninguém quer ver isso porque tanto apagão está a pôr os portugueses completamente às escuras.

JCG Há 2 semanas

O regulador e supervisor BdP tornou-se num agente de confusão e desestabilização.
Não faz o que deve e mete-se onde não devia. Como é que o acionista do banco Montepio pode continuar a ser representado por T Correia e o pd Melícias?
Como é que se permite que bancos tenham partes de capital relevantes de outros bancos ou indivíduos tenham partes de capital em vários bancos no mesmo mercado?
Quem deve decidir o que fazer com o banco Montepio são os associados da Ass Mut Montepio (não manipulados pelo T Correia e Melícias) e são eles os associados que devem definir estatutariamente qual a percentagem de K mínimo (por exemplo 55%) que a Ass Mut deve manter no banco Montepio.
Por seu turno, o BdP deve impedir que bancos participem (directa ou indiretamente) no K de outros bancos. Posto isto, se o banco precisa de aumentar o K e parece que já não precisa, que faça uma emissão de K no mercado. Tenho dúvidas que acrescentar ACCIONISTAS DIFUSOS contribua para melhorar a gestão do banco.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub