Aviação TAP assina acordo de code-share com Avianca de Efromovich

TAP assina acordo de code-share com Avianca de Efromovich

A TAP e a Avianca Brasil assinaram um acordo de code-share que permitirá à companhia portuguesa comercializar mais de 50 ligações internas no Brasil, operadas pela sua parceira.
TAP assina acordo de code-share com Avianca de Efromovich
Bloomberg / Reuters / Getty Images
Negócios 04 de agosto de 2017 às 18:47

Em comunicado, a operadora portuguesa informa que, a partir desta sexta-feira, 4 de Agosto, passará a colocar o seu código em rotas seleccionadas operadas pela Avianca, com início a 7 de Agosto.

 

A Avianca Brasil – liderada por José Efromovich - faz parte da Avianca Holdings, cujo chairman Germán Efromovich tentou comprar a companhia aérea portuguesa.

A TAP opera actualmente 73 voos semanais entre Portugal – Lisboa e Porto – e dez destinos brasileiros – Rio de Janeiro, São Paulo (Guarulhos), Belo Horizonte, Brasília, Recife, Fortaleza, Salvador, Natal, Porto Alegre e Belém.

A Avianca Brasil serve 23 destinos domésticos e três no exterior, com 240 partidas diárias, e utilizando 50 aviões da Airbus.

"A parceria com a Avianca permite à TAP colocar o seu código em voos internos de e para todos os destinos brasileiros TAP, à excepção de Belém, saindo sobretudo reforçados os gateways de Brasília, São Paulo e também Rio de Janeiro, e sendo de destacar as seguintes ligações de e para as cidades Curitiba (Paraná), Florianópolis (Santa Catarina), Goiânia (Goiás), Aracaju (Sergipe), Cuiabá (Mato Grosso), Petrolina (Pernambuco), Maceió (Alagoas), Juazeiro do Norte (Ceará) e João Pessoa (Paraíba)", informa a TAP no comunicado. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar