Aviação TAP cancela voo Londres/Porto por falta de tripulação

TAP cancela voo Londres/Porto por falta de tripulação

A TAP cancelou hoje um voo entre Londres e o Porto, por não ter tripulação suficiente, confirmou à Lusa fonte oficial da companhia aérea, após relatos de passageiros que não puderam voar.  
TAP cancela voo Londres/Porto por falta de tripulação
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 23 de setembro de 2017 às 12:27

A empresa explicou que em causa estão as viagens Porto/Gatwick (TP338) e Gatwick/Porto (TP331), justificando com a "falta de elementos da tripulação".

 

Quanto aos passageiros impedidos de voar, disse que estão a ser reencaminhados para voos seguintes ou voos entre Lisboa e o aeroporto de Heathrow, também em Londres.

 

Passageiros que tinham reserva para viajar hoje pela TAP de Londres para o Porto disseram à Lusa que não puderam embarcar e fazer a viagem por falta de tripulação, segundo a explicação que lhes foi dada.

 

Parte dos passageiros são um grupo de turistas que ia fazer um cruzeiro no Douro, programa agora em risco.

 

Um passageiro, que tinha voo para Porto, disse à Lusa que foi reencaminhado para outro, mas apenas chegará a Lisboa às duas horas de madrugada, já no domingo.

 

O voo cancelado tinha mais de 100 passageiros com reservas feitas, e não apenas de 17, como indicou anteriormente um passageiro.

 

Ainda na informação à Lusa sobre este cancelamento de voo, a TAP referiu que o crescimento da operação no primeiro semestre do ano, com aumento do número de rotas, "produziu uma necessidade maior do que o previsto no número de tripulantes de cabine, em especial na operação de médio curso".

 

Desde início do ano, a TAP formou 200 novos tripulantes de cabine e até ao final de 2017 diz que serão integrados mais 100 para responder ao aumento do número de rotas.

A empresa tem recebido críticas pelo serviço prestado a bordo dos aviões devido a tripulação reduzida.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 26.09.2017

Pena é também não darem oportunidade aos que estão dentro da empresa.

General Ciresp 23.09.2017

Ja e a segunda vez num curto periodo de tempo.Fiquei pasmado no meu regresso, o aviao q me transportou trazer algumas clareiras no mes de agosto.Novos avioes,novo aeroporto,turismo arrebentar pelas costuras,esta o ine a par destas noticias ambiciosas,ou e tudo para ajudar a missa.

Saber mais e Alertas
pub