Aviação TAP concluiu negociação com bancos. Venda de 5% a trabalhadores avança em Abril

TAP concluiu negociação com bancos. Venda de 5% a trabalhadores avança em Abril

O processo de renegociação da dívida de cerca de 660 milhões de euros ficou concluído esta semana, segundo o Público. A oferta pública de venda de 5% da TAP aos trabalhadores deve arrancar em Abril.
TAP concluiu negociação com bancos. Venda de 5% a trabalhadores avança em Abril
Negócios 15 de março de 2017 às 09:13

A TAP finalizou a negociação da dívida com todos os bancos esta semana, o que permite arrancar com a oferta pública de venda (OPV) para trabalhadores já no próximo mês, conta o Público na edição desta quarta-feira, 15 de Março.

Em causa estava a renegociação de dívidas de cerca de 660 milhões de euros, incluindo um empréstimo realizado com carácter de urgência no final de 2015 quando a companhia aérea teve em mãos alguns problemas de tesouraria que quase impossibilitaram de pagar salários aos trabalhadores.

As conversações com os bancos passaram por duas etapas, tendo a primeiro sido concluída no início do ano. Como o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, tinha revelado no mês passado, no final de Janeiro a TAP chegou a acordo com a Caixa Geral de Depósitos, Millennium BCP e Novo Banco, os principais financiadores do empréstimo de 120 milhões de euros, que se vencia em Novembro deste ano.

O acordo passou pela extensão da maturidade para 2022 e uma redução em 1% da taxa de juro média da dívida não garantida.

Agora, segundo o Público, a TAP concluiu a negociação com mais cinco instituições: Popular, BIC, Montepio, Santander e BPI.

A renegociação para a reestruturação do passivo financeiro da companhia aérea, em que Governo e Atlantic Gateway estiveram directamente envolvidos, era uma das condições que faltava para a conclusão do negócio que o Executivo acordou com os privados no ano passado, para o Estado passar a ter 50% do capital da companhia aérea.

Além disso, permite avançar a oferta pública de venda de 5% da companhia área juntos dos trabalhadores, operação que irá estabilizar a estrutura accionista da TAP, lideradas por David Neeleman e Humberto Pedrosa.

Fonte do gabinete de Pedro Marques disse ao Público que têm intenção de levar nas próximas semanas a Conselho de Ministros a resolução que permitira avançar com a OPV, devendo o processo estar concluído em Abril.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub