Aviação TAP está a recrutar pilotos para reforço da operação

TAP está a recrutar pilotos para reforço da operação

A TAP abriu um processo de recrutamento de pilotos, com as candidaturas a decorrer até 4 de Novembro, para responder ao lançamento de 11 novas rotas e reforço de frequências previstas para a operação de Verão.   
TAP está a recrutar pilotos para reforço da operação
Bruno Simão/Negócios
Lusa 26 de Outubro de 2016 às 09:42

De acordo com o anúncio publicado, poderão concorrer indivíduos de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 21 e os 40 anos de idade (inclusive), habilitados com licença de piloto comercial de avião e que tenham, pelo menos, 250 horas de pilotagem.

 

Fonte oficial da TAP confirmou à Lusa que o recrutamento de novos pilotos - sem um número definido - pretende responder à necessidade de renovação dos quadros, mas também "tem muito a ver com os planos de crescimento da companhia".

 

A TAP vai lançar 11 novas rotas em 2017, das quais sete são na Europa, três em África e uma na América do Norte, anunciou a 4 de Outubro o presidente executivo, Fernando Pinto, num encontro com trabalhadores para dar a conhecer os planos para o futuro da transportadora.

 

Fernando Pinto explicou que o lançamento das novas rotas, que deverá acontecer "em princípio no Verão", faz parte da estratégia de crescimento da transportadora privatizada.

 

No próximo ano, a TAP pretende reforçar a operação nas regiões autónomas, no Porto, em Lisboa e em Faro, "devido ao crescimento do turismo em Portugal".

 

Na apresentação aos trabalhadores, o gestor referiu ainda a intenção de relançar rotas no Brasil, que tiveram uma redução das frequências motivada pela instabilidade política e económica daquele que é o principal mercado da TAP, que foi também muito impactado pela desvalorização do real.

 

Segundo Fernando Pinto, este reforço da TAP só é possível graças ao investimento na frota, através da renovação de interiores de 48 aviões, orçamentada em 70 milhões de euros, e na aquisição de aviões. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub