Aviação TAP transporta mais de um milhão de passageiros em Novembro

TAP transporta mais de um milhão de passageiros em Novembro

Num dos meses considerados mais fracos no sector da aviação, a TAP ultrapassou a barreira do milhão de passageiros. As variações nos mercados brasileiros e americanos ajudam a justificar o resultado.
TAP transporta mais de um milhão de passageiros em Novembro
TAP
Negócios 06 de dezembro de 2017 às 13:24

A TAP transportou mais de um milhão de passageiros em Novembro, o que representa uma subida de 17% em termos homólogos. A companhia aérea define o resultado como "inédito" na sua história, tendo em conta que Novembro é um dos meses mais fracos no sector da aviação.

A maior variação no número de passageiros transportados deu-se nas rotas do Brasil, onde a TAP destaca que tem sido "fundamental" a parceria com a Azul, companhia do seu accionista David Neeleman. Já a procura para os Estados Unidos da América registou um desempenho semelhante, crescendo 15% para os 53 mil passageiros.

Neste Novembro de 2017, a TAP registou na sua operação uma taxa de ocupação de 79,4%. Destaque nas rotas para Nova Iorque, Newark, Boston, Miami e Toronto, com 89% dos lugares a serem absorvidos.

Em termos absolutos, Alemanha, Espanha e França foram os países, nos voos europeus, que registaram um maior volume de passageiros em Novembro, todos acima dos 17 mil adicionais. A nível intercontinental, nas rotas do Brasil existiram mais 19 mil passageiros, dos Estados Unidos sete mil e Canadá seis mil.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub