Banca & Finanças Tenha cuidado: Banco Finantia não é o mesmo que Banco Privado Finantia

Tenha cuidado: Banco Finantia não é o mesmo que Banco Privado Finantia

A CMVM avisa que o Banco Privado Finantia não tem autorização para prestar quaisquer serviços financeiros. Esta entidade nada tem que ver com o Banco Finantia, que esse, sim, está autorizado a actuar.
Tenha cuidado: Banco Finantia não é o mesmo que Banco Privado Finantia
Correio da Manhã
Diogo Cavaleiro 18 de Outubro de 2016 às 15:48

Banco Finantia não é o mesmo que Banco Privado Finantia. O aviso é deixado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários para dizer que o primeiro é um banco autorizado e que o segundo não tem qualquer autorização bancária nem pode vender quaisquer produtos financeiros. 

 

"A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) alerta para o facto de a entidade Banco Privado Finantia, detentora do site (http://www.bpfinantia.com/ptg/index.php) não estar autorizada nem registada junto da CMVM para o exercício de qualquer actividade de intermediação financeira em Portugal, conforme o disposto nas alíneas a) e b) do n.º 1 do artigo 295.º do Código dos Valores Mobiliários", indica um aviso colocado no site da autoridade reguladora. 

 

No seu site, o Banco Privado Finantia indica ser "o principal banco de poupança em Portugal e a terceira maior entidade financeira do país, com uma grande rede de mais de 5.500 escritórios, mais de 8.100 máquinas de multibanco automáticas, mais de 26.000 funcionários e mais de 10,5 milhões de clientes".

 

"Nós espera que você, como titular de uma conta offshore de residência ou não depositar pelo menos € 30 000 dentro de um mês da abertura da conta e manter esse equilíbrio enquanto você manter a conta", é uma dos produtos vendidos no site que a CMVM avisa não ter qualquer autorização para estas comercializações.

 

O Banco Privado Finantia não é banco pelo que não consta de qualquer ranking que pudesse retirar a conclusão sobre a classificação em relação a todo o sector bancário. "Para assegurar que uma determinada entidade que oferece serviços de investimento em instrumentos financeiros está autorizada a exercer actividade em Portugal deve consultar a lista de intermediários financeiros autorizados (através do link http://web3.cmvm.pt/sdi/ifs/app/pesquisa_nome.cfm?nome ) ou a lista de entidades habilitadas a prestar serviços financeiros em Portugal em regime de Livre Prestação de Serviços (LPS) (através do link http://web3.cmvm.pt/sdi/ifs/LPS/index.cfm )".

 

Segundo a CMVM, o Banco Privado Finantia está a praticar "intermediação financeira não autorizada".  
 

No comunicado em que dá conta deste facto, o regulador do mercado de capitais liderado por Carlos Tavares deixa claro que "esta entidade utiliza designação semelhante à do Banco Finantia (http://www.finantia.pt/homepage.aspx), intermediário financeiro registado na CMVM que não é objecto da presente comunicação nem, de qualquer forma, visada pela mesma".

 

O Banco Finantia, o banco autorizado, tem sede em Lisboa, tendo obtido um lucro consolidado de 27,6 milhões de euros no ano passado, estando centrado na área de banca privada. 




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado beachboy Há 2 semanas

...as supostas autoridades deste país são uma coisa de pasmar...
...se é ilegal o que esperam para actuar?...
...não te puderm ou é só falta de vontade de trabalhar?...
...como é que se pagam ainda ordenados a estes crá pulas que trabalham para o estado?...
...este país é cada vez mais um esgoto a céu aberto!...

comentários mais recentes
Camponio da beira Há 2 semanas

Pois é se fosse um café de aldeia que até fizesse falta e tivesse feito umas sandes, já tinham desgraçado o dono, como este usa gravata,enfim! Uma viuda de gnr morto en serviço recebe 120 mil, uma empresa tem que pagar a um empregado 42 mil por uns meses num serviço que não gostava.

5640533 Há 2 semanas

E como é que o Registo Comercial aprova nomes tão semelhantes?

bicho Há 2 semanas

Fechem as banquetas todas é só trafulhas e acabem também com a CMVM & BdP. Portugal progrediria muito mais, assim é só salvar bancos com milhares de milhões depois destes assaltarem os clientes impunemente..

beachboy Há 2 semanas

...as supostas autoridades deste país são uma coisa de pasmar...
...se é ilegal o que esperam para actuar?...
...não te puderm ou é só falta de vontade de trabalhar?...
...como é que se pagam ainda ordenados a estes crá pulas que trabalham para o estado?...
...este país é cada vez mais um esgoto a céu aberto!...

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub