Empresas Terminal do Porto de Leixões e Casa Cabo de Vila premiados no Edifício do Ano Archdaily

Terminal do Porto de Leixões e Casa Cabo de Vila premiados no Edifício do Ano Archdaily

O Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões e a Casa Cabo de Vila estão entre os projectos premiados no Edifício do Ano 2017, pela plataforma internacional Archdaily, sediada em Nova Iorque, que hoje anunciou os 16 vencedores.
Andre Morin ICD-ITKE University of Stuttgart Rasmus Hjortshøj Fernando Guerra | FG+SG  Iwan Baan  Iwan Baan Bruce Damonte Nigel Young / Foster + Partners JIN Wei-Qi Wison Tungthunya Nicolas Campodonico Gobierno del Estado de Sonora Roland Halbe Ketsiree Wongwan Daria Scagliola & Stijn Brakkee  Fernando Guerra | FG+SG
Negócios com Lusa 07 de fevereiro de 2017 às 17:55

De acordo com o sítio 'online' do galardão internacional, os projectos portugueses foram os vencedores nas categorias "Arquitectura Pública" (Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, da autoria de Luís Pedro Silva) e "Casas" (Casa Cabo de Vila, da autoria do ateliê de arquitectura Spaceworkers, em Bitarães, distrito do Porto).

 

Os projectos vencedores portugueses estão na lista dos 16 vencedores, ao lado de grandes arquitectos de destaque internacional, como Herzog & de Meuron, autores da Elbphilharmonie, em Hamburgo, na Alemanha.

 

A Casa Cabo de Vila, do Spaceworkers, vence pela segunda vez nesta categoria, depois de, em 2015, também ter sido eleito para os prémios Edifício do Ano da Archdaily.

 

Na edição deste ano do galardão internacional, atribuído pelo público especializado da área da arquitectura que visita a plataforma norte-americana, quatro projectos portugueses eram finalistas, seleccionados entre cerca de 3.000 projectos de todo o mundo.

 

Nos projectos portugueses eram também finalistas a SH House, de Paulo Martins, em Sever do Vouga (categoria "Reabilitação"), e o projecto The Dovecote da autoria de AZO - Sequeira Arquitectos Associados, em Soutelo, ("Arquitetura de Pequena Escala").

 

Os projectos finalistas são escolhidos por cada uma das 16 categorias, que abrangem áreas como desporto, cultura, hotelaria, casas, reabilitação, escritórios e espaços comerciais.

 

Fundada em 2008, a Archdaily é uma plataforma 'online' de informação e divulgação da arquitectura, com base em Nova Iorque, que contabiliza 350 mil visitas diárias e atribui anualmente este prémio a projectos que se destacam pela inovação espacial, social, material e técnica.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 09.02.2017

É triste que com tempos tão desafiantes lá fora, a direita continue com o discurso do bota abaixo como se vê em tantos comentários... não se vê isso na oposição noutros países. Aqui está sempre tudo mal e nada presta... Parabéns a quem faz bem feito !

eduardo.santos 09.02.2017

O Homem quer e a obra nasce-----O homem quer e a obra avança------O homem quer e a desonestidade instala-se ------ Peço a Deus que só ele veja a governação portuguesa por estes tempos mais próximos . Quero dizer um dia que tudo valeu .

EMOCIONADO 07.02.2017

Marcelo sonha, Costa quer, os Arquitectos fazem, a obra nasce! Mas esta alegoria não é só na arquitectura, cujos projectos são antigos e atravessaram governos; é na economia, na ciência, no futebol, nas finanças, na banca, no emprego, na confiança, etc.. - tempos abençoados!

pub