Empresas Tesla e SolarCity avançam para fusão. Visão de Musk vai ser testada

Tesla e SolarCity avançam para fusão. Visão de Musk vai ser testada

A fabricante de veículos eléctricos Tesla e a instaladora de painéis solares residenciais SolarCity, que partilham o mesmo "chairman", Elon Musk, vão mesmo avançar para a fusão, num negócio avaliado em dois mil milhões de dólares.
Tesla e SolarCity avançam para fusão. Visão de Musk vai ser testada
Carla Pedro 18 de Novembro de 2016 às 00:43

Em Junho passado, Elon Musk (na foto), CEO das norte-americanas Tesla e da SpaceX, anunciou que a Tesla ambicionava fundir-se com a instaladora de painéis solares residenciais SolarCity – igualmente norte-americana e da qual é accionista maioritário, além de ser gerida por primos seus e de o ter na presidência do conselho de administração. A proposta foi aceite e as empresas vão 'dar o nó' muito em breve. 

 

A Tesla, que tem estado a conceber novos produtos com a SolarCity, como uma linha de painéis solares camuflados com telhas "sexy", esperava convencer os seus accionistas de que o casamento das duas empresas seria uma boa aposta. E convenceu mesmo.

Esta quinta-feira, dia 17 de Novembro, os accionistas de ambas as empresas pronunciaram-se sobre a proposta e votaram-na favoravelmente. Na Tesla, 85% deram o seu "sim" ao negócio, avaliado em dois mil milhões de dólares.

 

Agora, Musk irá testar a sua visão: a de casar as duas empresas, criando um ponto único de fornecimento de energia limpa para os consumidores, entre veículos eléctricos, telhados com painéis solares e baterias para a casa, sublinha a Bloomberg.

 

Elon Musk detém 21% da Tesla e 22% da SolarCity, o que o torna o maior accionista de ambas as empresas.

 

A Tesla estima que a SolarCity contribua, no próximo ano, com mil milhões de dólares em receitas para a nova empresa conjunta.

 

Na negociação fora do horário regular, os investidores receberam a notícia com satisfação. As acções da Tesla, que encerram a sessão de quinta-feira a subir 2,6% para 188,66 dólares, seguem a ganhar 1,3% no "after hours".

Já os títulos da SolarCity, que na quinta-feira fecharam a somar 2,9% para 20,40 dólares, seguem agora a valorizar 1,1%.

As novas telhas "sexy"

No passado dia 28 de Outubro, Elon Musk esteve em Los Angeles a apresentar as mais recentes inovações da Tesla e da SolarCity, empresas que se mantêm sob o foco dos holofotes, a par da SpaceX e da sua aventura no turismo espacial.

Musk prometeu fazer da energia solar uma coisa "sexy" e deu já mais um passo nessa direcção, conforme relatou a Wired. O visionário empreendedor apresentou um leque de telhas em vidro, com texturas, que contam com células solares integradas – e que são praticamente indistinguíveis das telhas tradicionais.

"Temos de conseguir fabricar painéis solares tão atractivos como os carros eléctricos acabaram por se tornar", disse Elon Musk, que quer que cada 'telhado solar' seja irresistível. "Tem de ser bonito, ser acessível em termos de custo e ter uma integração perfeita. Se tudo isto se concretizar, por que motivo olharão as pessoas noutra direcção?", apontou, citado pela Wired.

Os "telhados solares" são concebidos de modo a serem usados com a bateria Tesla Powerwall Versão 2.0. As novas telhas de revestimento e a bateria fazem parte de um plano de Musk para salvar o mundo através da energia sustentável, sublinhava a Wired. 






A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub