Obrigações Tesla lança 1,5 mil milhões de dólares em obrigações para financiar Model 3

Tesla lança 1,5 mil milhões de dólares em obrigações para financiar Model 3

A Tesla está no mercado a emitir dívida. O objectivo é ajudar a financiar a produção do Model 3, que será bastante superior ao inicialmente previsto.

A Tesla lançou uma emissão de dívida, no montante total de 1,5 mil milhões de dólares (1,27 mil milhões de euros). As obrigações atingem a maturidade em 2025, de acordo com o comunicado emitido pela fabricante de automóveis eléctricos, emitido esta segunda-feira, 7 de Agosto.

 

A Tesla tenciona usar o dinheiro conseguido com esta emissão no "fortalecimento do seu balanço durante o período de rápido crescimento [do balanço] durante o lançamento do Model 3", explica a fabricante de automóveis no mesmo comunicado.

 

Na semana passada a Tesla anunciou os resultados do segundo trimestre do ano, tendo reportado um aumento dos prejuízos para 336,4 milhões de dólares, ou 2,04 dólares por acção. Excluindo itens extraordinários, a Tesla registou um prejuízo de 1,33 dólares por acção, o que foi melhor do que os analistas estimavam. A média de estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg aponta para uma perda de 1,88 dólares por acção.

 

Já as receitas mais do que duplicaram face ao ano passado para 2,79 mil milhões de dólares, quando os analistas esperavam uma média de 2,51 mil milhões de dólares.

 

O presidente executivo da Tesla, Elon Musk, tinha já apelidado de "inferno" o ciclo de produção do Model 3 para conseguir responder à procura que estava a haver. E anunciou, aquando dos resultados, que espera produzir no terceiro trimestre 1.500 Model 3. A sua meta é fabricar 500.000 carros por ano a partir de 2018.

 

Esta referência aliviou bastante os investidores, já que se tem avançado que a empresa não está a conseguir atender a tantos pedidos. Recorde-se que o Model 3, cujo preço começa nos 35 mil dólares, teve mais de meio milhão de reservas antes de ser lançado.




pub