Automóvel Tesla: Na apresentação do primeiro camião a estrela foi o desportivo mais rápido de sempre

Tesla: Na apresentação do primeiro camião a estrela foi o desportivo mais rápido de sempre

No aguardado evento de apresentação do primeiro veículo pesado da Tesla, o fundador Elon Musk revelou também o novo desportivo da marca que promete ser o carro de produção mais rápido de sempre.
Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters Reuters
David Santiago 17 de novembro de 2017 às 10:43

Elon Musk apanhou todos de surpresa. Esta quinta-feira, na apresentação do primeiro veículo pesado da Tesla, o fundador da marca surpreendeu ao revelar também o novo desportivo que Musk afiança ser o carro de produção mais rápido da história.

 

Num evento que decorreu na noite passada em Los Angeles (madrugada em Portugal), Elon Musk apresentou o já esperado primeiro camião da marca californiana, o Semi Truck, que anuncia uma autonomia de 800 km com carga máxima (36 toneladas). A Tesla garante que para carregar energia suficiente para percorrer 640 km, o Semi precisa de apenas 30 minutos de abastecimento.

 

Segundo a Tesla, o Semi será também o camião mais rápido do mundo na sua categoria, precisando, sem carga, de pouco mais de 5 segundos para chegar dos 0 aos 100 km/h. Carregado precisa de 20 segundos para chegar aos 100 km/h. Consegue ainda subir inclinações superiores a 5% a uma velocidade máxima de 105 km/h, um comportamento bem melhor do que a concorrência convencional que não vai além dos 70 km/h.

 

O Semi contará ainda com a tecnologia "Autopilot" fornecida pela Tesla, especificamente trabalhada para as necessidades de veículos pesados tal como a manutenção do camião da faixa de rodagem pretendida. A produção deste camião será iniciada em 2019, anunciou Musk.

E tendo em conta que o camião não terá um enorme motor na parte da frente, a posição de condução será bem na dianteira, o que aliado ao enorme pára-brisas assegura melhor visibilidade e melhores condições de condução. Também em termos aerodinâmicos o Semi apresenta características únicas face à concorrência existente, com a Tesla a assegurar que o seu camião é mais aerodinâmico do que o desportivo Bugatti Chiron.
 


O desportivo mais rápido de sempre

 

Elon Musk trazia uma surpresa na manga, tendo também anunciado o novo desportivo da Tesla. A audiência e imprensa especializada contava somente com a apresentação do camião e acabou por ver Elon Musk apresentar um novo desportivo, isto depois de o primeiro veículo da Tesla ter sido precisamente um Roadster.

 

Este novo Roadster promete deixar para trás a concorrência, mesmo a apresentada pelos mais velozes desportivos a combustíveis fósseis. Elon Musk disse que o Roadster chegará aos 97 km/h em apenas 1,9 segundos, o melhor desempenho de um carro de produção. Para chegar aos 160 km/h precisa de apenas 4,2 segundos. Mas Musk garantiu que estes desempenhos são apenas valores base, podendo o desempenho ser ainda melhorado.


A bateria do Roadster assegura uma autonomia para mil km a uma velocidade de cerca de 120 km/h
e tem como preço base anunciado 200 mil dólares, embora os primeiros mil novos desportivos a serem produzidos tenham um custo anunciado de 250 mil dólares.

 

"O objectivo de fazer isto é apenas o de dar uma grande pancada aos carros a gasolina", disse Musk que diz que em breve conduzir um carro desportivo a gasolina será como guiar um veículo com "motor a vapor".

A carregar o vídeo ...

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub