Web Summit “This is Portugal”. A campanha que não quer comparações

“This is Portugal”. A campanha que não quer comparações

“This is Portugal” é uma campanha lançada este sábado pelo secretário de Estado da Indústria e por Paddy Cosgrave. O objectivo é passar a mensagem que Portugal não é nem Silicon Valley nem Berlim.
“This is Portugal”. A campanha que não quer comparações
Ana Laranjeiro 06 de Novembro de 2016 às 15:00
A maioria dos actores do mundo do empreendedorismo nacional já ouviu, pelo menos uma vez, Lisboa e Portugal a serem comparados ou com Silicon Valley ou mesmo com Berlim. Neste sentido, e para assinalar que Portugal tem uma identidade própria, foi lançada este sábado a campanha "This is Portugal" [Isto é Portugal].
Apresentada na Ericeira – onde este fim-de-semana decorre o Surf Summit – por João Vasconcelos, secretário de Estado da Indústria, e por Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, esta campanha tem o objectivo de mostrar, nomeadamente aos milhares de estrangeiros que vão estar em Lisboa para o Web Summit, que Portugal é um país cada vez mais atraente enquanto local para empresas tecnológicas, empreendedores e investidores, de acordo com o comunicado.
Para suportar esta ideia, as imagens que estão já nas ruas indicam que Portugal tem uma infra-estrutura de banda larga por todo o país, concede incentivos fiscais aos investidores que aposta na fase inicial de uma start-up ("early stage investors"). Além disso, tem mais de 80 incubadoras de start-ups certificadas e 400 milhões de euros para co-investimento com business angels e capitais de risco.
"Nas últimas semanas, a atenção internacional começou a estar focada em Portugal como a nova casa do Web Summit, com várias publicações internacionais a fazerem comparações com ecossistemas tecnológicos como o de Berlim e o de São Francisco. O objectivo desta campanha é destacar que as razões pelas quais Portugal é um novo local para as empresas tecnológicas e start-ups se localizarem", pode ler-se ainda no comunicado.
No passado fim-de-semana, o jornal britânico The Guardian publicou um artigo cujo título, em português, era "sol, surf e rendas baixas: porque Lisboa pode ser a próxima capital tecnológica". Já está semana a AFP escreveu uma notícia que tinha como título que Lisboa sonha com ter a marca de Silicon Valley da Europa. E a Reuters titulava que os empreendedores de Lisboa têm o objectivo de criarem um buzz tecnológico ao estilo de Berlim.
Em comunicado, o secretário de Estado da Indústria salienta que Portugal "tem uma identidade única de abertura cultural e ambição global". "Como Berlim e São Francisco têm a sua própria identidade, esta campanha está desenhada para expressar a nossa e temos uma audiência cativa no Web Summit".





A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Marco Há 3 semanas

Por lapso denunciei um comentário. Foi sem intenção de prejudicar o autor ou o comentário. As minhas desculpas e ignorem a denuncia efetuada que, realço, foi feita sem querer.

Anónimo Há 3 semanas

Mais uma vez a montanha vai parir um rato, como com a Expo98 e o Euro2004. No final quem ganha são os hoteis, restaurantes, cafés etc.. enfim a tipica industria tuga. A verdadeira fonte de rendimento sustentável n fica até pq n vi este governo a fazer o q quer q seja para o captar nestes dias

Joao Há 3 semanas

Esta campanha demonstra uma arrogância desnecessária :( o que lamento.
Podiamos ter passado a mesma mensagem sem necessidade de nos compararmos a ninguém!
Perde Portugal...

Anónimo Há 4 semanas

Será que começa a desaparecer a saloísse dos que querem "ser" como a Irlanda ou a Finlândia ou o raio-que-os-parta? Se sim .. estamos no caminho certo.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub