Empresas Thyssenkrupp lança elevador sem cabos e que se movimenta na horizontal e na vertical

Thyssenkrupp lança elevador sem cabos e que se movimenta na horizontal e na vertical

A empresa alemã Thyssenkrupp lançou um elevador inovador: não precisa de cabos e pode deslocar-se tanto na horizontal e na vertical.
A carregar o vídeo ...
Negócios 23 de junho de 2017 às 16:15

Na horizontal e na vertical. Sem cabos. Este é o novo elevador apresentado pela empresa alemã Thyssenkrupp, o Multi. "Em vez de uma cabine por calha a movimentar-se para cima e para baixo, o Multi oferece múltiplas cabines em loop, como um sistema de paternoster dentro de um edifício", refere o comunicado enviado às redacções. Dado que esta dispositivo não requer cabos "funciona através de um sistema seguro de travagem a vários níveis, de um sistema de dados wireless e de uma gestão eficaz da energia das cabinas".

 

Este novo elevador da marca germânica, de acordo com a mesma fonte, está dotado com mais 50% de capacidade para transportar pessoas "e reduz até 60% os picos de energia necessários, quando comparados com os sistemas de elevadores convencionais". "Estes dois factores representam uma melhoria significativa para os arranha-céus".

 

Andreas Schierenbeck, CEO da thyssenkrupp Elevator, em comunicado revela que acredida que este elevador "é um game changer e que vai transformar a forma como nos movemos, trabalhamos e vivemos no mundo que nos rodeia". "Vai permitir reduzir tempos de espera para os passageiros, e ocupar menos espaço nos edifícios. O Multi é a chave que representa efectivamente uma revolução histórica na indústria dos elevadores".

 

A primeira viagem do Multi tem lugar na Torre de Testes de 246 metros, em Rottweil, sede do Centro de Pesquisa & Desenvolvimento da thyssenkrupp, na Alemanha.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub