Tecnologias Tikehau Capital investe 95 milhões de euros na tecnológica Claranet

Tikehau Capital investe 95 milhões de euros na tecnológica Claranet

A empresa de investimento e de gestão de activos chegou a acordo com a Claranet para investir na empresa. O investimento supera os 95 milhões de euros.
Tikehau Capital investe 95 milhões de euros na tecnológica Claranet
Ana Laranjeiro 11 de maio de 2017 às 16:46

A Tikehau Capital vai investir 80 milhões de libras (mais de 95 milhões de euros no câmbio actual) na tecnológica Claranet. Em comunicado, a gestora de activos explica que chegou a acordo com a tecnológica para realizar um investimento que lhe permite ficar com uma posição minoritária.

A Claranet nasceu em 1996 e é, de acordo com a informação presente na sua página, o maior fornecedor europeu independente de serviços geridos, oferecendo soluções de tecnologia de informação em áreas como a cloud, redes e segurança. Tem mais de mil funcionários em países como Reino Unido, Portugal, Alemanha, França, Espanha e Brasil.


De acordo com a mesma fonte, tem operações em oito países, mais de seis mil clientes empresariais e registou uma facturação anual de 260 milhões de euros.


Antoine Flamarion, co-fundador da Tikehau Capital, sinaliza, em comunicado enviado às redacções, que este investimento "vai apoiar o crescimento e permitir à empresa aproveitar oportunidades de mercado, ilustrando o compromisso da Tikehau Capital para apoiar os empreendedores europeus nas suas ambições de plano de desenvolvimento internacional".




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar