Empresas Time Out suspende projecto na Estação de São Bento no Porto

Time Out suspende projecto na Estação de São Bento no Porto

A Time Out diz que a suspensão é uma pausa e que o projecto não avança este ano, noticia o Público. Na origem da suspensão, estão as críticas por parte de um responsável camarário.
Time Out suspende projecto na Estação de São Bento no Porto
DR
Negócios 06 de janeiro de 2017 às 11:10
A Time Out suspendeu o seu projecto na Estação de São Bento, no Porto. A empresa pediu à Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) do Porto para suspender a apreciação do Pedido de Informação Prévia (PIP) do mercado que pretende instalar no local, avança o Público esta sexta-feira, 6 de Janeiro.

João Cepeda, da Time Out, diz que a suspensão é uma "pausa" no processo e não uma desistência. Em termos de prazos, sublinhou que é "difícil" o projecto ver a luz do dia ainda este ano.

Com este projecto, a empresa queria levar o conceito que já implementou no mercado da Ribeira em Lisboa: o Time Out Market.

Na origem da suspensão estão as declarações do vereador Rui Losa na reunião autárquica de 20 de Dezembro. O representante da câmara na SRU classificou como "inqualificável" a proposta da Time Out para  a estação, classificada como monumento nacional.

"Vamos construir e duplicar o espaço existente. Isto parece-me inqualificável", disse o vereador. 

Confrontando com estas declarações, a Time Out decidiu suspender o projecto. "Quando um vereador com a força de Rui Losa chama inqualificável ao nosso projecto, não há condições para insistir", disse João Cepeda.

A Time Out diz que "já provou em Lisboa" que a "sua postura" não é a de destruir o património e que o seu projecto para o Porto sempre contou com apoios locais.

"Os empresários das restauração e as pessoas dali apoiam-nos, o senhorio continua interessado e, tanto quanto sabemos, as autoridades locais também", afirmou João Cepeda.

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 06.01.2017

Palhaçada desrespeituosa lisboeta a atacar no Porto.

pub