Banca & Finanças Tomás Pereira Pena sai da administração do Banco Popular

Tomás Pereira Pena sai da administração do Banco Popular

Tomás Pereira Pena renunciou ao cargo de administrador do Banco Popular no dia 23 de Janeiro. Os motivos da saída não foram divulgados.
Tomás Pereira Pena sai da administração do Banco Popular
Direitos Reservados
Sara Ribeiro 26 de janeiro de 2017 às 13:52

O Banco Popular informou esta quinta-feira, 26 de Janeiro, que Tomás Pereira Pena renunciou às funções de vogal do conselho de administração do banco.

Em comunicado enviado à CMVM o banco informa que o pedido da renúncia do foi apresentado no dia 23 de Janeiro, sem detalhar os motivos da saída.

A decisão acontece numa altura em que o grupo espanhol tem uma reestruturação em curso. A passagem do Banco Popular Portugal a sucursal do Popular espanhol é uma das medidas deste processo.

Como foi comunicado no início do ano, o Banco Popular Espanhol vai constituir uma sucursal para o exercício da actividade em Portugal.

Esta operação, que deverá estar concluída em Setembro, não tem impacto administrativo nos clientes. Na prática, os clientes do Banco Popular Portugal deixam de ser clientes de um banco de direito português e passam a clientes da sucursal de um banco espanhol.

A reestruturação que o grupo tem em marcha já teve já impacto em Portugal, quando o grupo rescindiu contratos por mútuo acordo com 300 trabalhadores e fechou 47 agências.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub