Tecnologias Toshiba cai 30% em dois dias após confirmação de perdas de “muitos milhões de dólares”

Toshiba cai 30% em dois dias após confirmação de perdas de “muitos milhões de dólares”

As notícias dos prejuízos na unidade energia nuclear nos EUA da Toshiba levaram os títulos da empresa a caírem mais de 30% em dois dias. A Bloomberg avança que o grupo já reuniu com bancos para discutir novos apoios.
Toshiba cai 30% em dois dias após confirmação de perdas de “muitos milhões de dólares”
Negócios 28 de Dezembro de 2016 às 10:10

Os títulos da Toshiba fecharam a sessão de terça-feira a descer 20,43% para 311,6 ienes, depois de no dia anterior terem desvalorizado 11,62%. A queda abrupta das acções, mais de 30% em dois dias, deve-se às notícias sobre os prejuízos avultados que a empresa japonesa deverá anunciar na unidade de energia nuclear que detém nos EUA.

No final do dia de terça-feira a empresa reagiu às notícias que apontavam para perdas superiores a 4 mil milhões de euros, confirmando, em comunicado, que a aquisição da CB&I Stone & Webster levará a perdas por imparidades "de muitos milhares de milhões de dólares". 

O grupo liderado por Satoshi Tsunakawa não detalhou os valores, adiantando que ainda está a analisar a situação. Mas segundo a Bloomberg o presidente da Toshiba já reuniu com alguns bancos para explicar a situação financeira e discutir novos apoios financeiros. Segundo a Reuters, poderá, no entanto, demorar a apurar o valor final do impacto, o que poderá acontecer só em Fevereiro. 

Se se confirmar esta perda, os resultados da Toshiba poderão ser negativos no acumulado do ano, face a uma previsão anterior, dos analistas consultados pela Bloomberg, de um lucro no ano fiscal (que termina em Março) de 168 mil milhões de ienes. Já no ano passado Toshiba tinha registado valores negativos de 460 mil milhões de ienes. 

A empresa tem vindo a recuperar dos processos relacionados com o escândalo de contabilidade. Este escândalo custou o emprego a três presidentes, deu origem a prejuízos recorde e a processos dos investidores. Além de coimas por parte dos reguladores. 

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
hilário Há 3 semanas

Li num jornal japon^s que há uma instituição (de crédito?), portuguesa, envolvida. A Toshiba é, neste momento, o caviar da bolsa. Numa semana, há quem vai ganhar, pelo menos, 15%. Quantos mais milhões, mais milhões.

pub
pub
pub
pub