Energia Total aumenta lucros em 16% e anuncia 10 novos projectos

Total aumenta lucros em 16% e anuncia 10 novos projectos

A petrolífera francesa Total vai aumentar os dividendos em 1,6% e arrancar com 10 novos projecto nos próximos 18 meses. Angola, Nigéria, Azerbeijão e Argentina estão na lista dos novos investimentos.
Total aumenta lucros em 16% e anuncia 10 novos projectos
Bloomberg
Negócios 09 de fevereiro de 2017 às 10:41

A Total fechou o quarto trimestre com lucros de 2,41 mil milhões de dólares (2,25 mil milhões de euros). Este valor representa um aumento de 16% face ao período homólogo de 2015 e supera ligeiramente as estimativas dos analistas que apontavam para 2,23 mil milhões de dólares (cerca de 2 mil milhões de euros).

A petrolífera francesa anunciou ainda que quer aumentar os dividendos em 1,6% para 62 cêntimos, o primeiro aumento em três anos, e vai arrancar com cerca dez novos projectos nos próximos 18 meses.

Como prova "da confiança no futuro", "vamos propor aumentar o dividendo", disse Patrick Pouyanne (na foto), presidente executivo da Total, citado pelo Bloomberg.

Durante um encontro com jornalistas em Paris, o responsável revelou que os objectivos da empresa passam também por lançar novos projectos para preparar o futuro". Um passo que será dado "com disciplina e cortando os custos ainda mais porque os preços do petróleo podem descer ainda mais".

Nigéria, Angola, Azerbeijão e Argentina foram os mercados escolhidos para os novos investimentos em projectos petrolíferos e de gás. Além destes, a empresa está também a analisar um projecto petroquímico nos EUA.

A Total reiterou ainda o seu plano para impulsionar a produção de petróleo e gás em 5% por ano até 2020. 

A confiança e os resultados divulgados pela petrolífera francesa não acompanham a tendência das rivais. Como a Bloomberg relembra, os resultados da BP, Shell e Exxon ficaram aquém das estimativas dos analistas.


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub