Indústria Travão nas vendas para o exterior dita desaceleração da indústria em Dezembro

Travão nas vendas para o exterior dita desaceleração da indústria em Dezembro

O volume de negócios na indústria cresceu 3,6%, em Dezembro, depois do aumento de 9,8% registado no mês anterior. O maior abrandamento foi nas vendas para o exterior.
Travão nas vendas para o exterior dita desaceleração da indústria em Dezembro
Paulo Duarte
Rita Faria 09 de fevereiro de 2018 às 11:46

O volume de negócios na indústria portuguesa cresceu 3,6%, em Dezembro, face ao mesmo mês do ano anterior, o que representa uma desaceleração expressiva face a Novembro, mês em que a subida foi de 9,8%.

Tanto as vendas para o mercado interno como para o mercado externo abrandaram, mas foram as exportações que registaram uma travagem mais acentuada. Depois de terem disparado 14,6%, em Novembro, as vendas para o estrangeiro subiram apenas 3,4% no último mês do ano.

Os bens de investimento foram os que mais contribuíram para a variação positiva das vendas além-fronteiras, com um crescimento de 11,7%, que, ainda assim, representa uma forte desaceleração face à subida de 35,6% de Novembro.  

Já as vendas para o mercado interno passaram de um crescimento de 6,5%, em Novembro, para 3,7% em Dezembro. Neste caso, a energia manteve a subida de 3,8%, enquanto os restantes agrupamentos apresentaram crescimentos homólogos inferiores aos observados em Novembro.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE) para esta evolução do volume de negócios contribuíram "efeitos de calendário, pois Dezembro teve menos dois dias úteis que o mês homólogo e menos três que Novembro".

Considerando os últimos três meses do ano passado, as vendas na indústria com destino ao mercado externo cresceram 11,5%, enquanto as vendas para o mercado interno aumentaram 6,5%. No conjunto do ano os aumentos foram de 10,4% e 7,5%, respectivamente.