Concorrência & Regulação Tribunal dá razão à Autoridade da Concorrência na condenação da Peugeot Portugal

Tribunal dá razão à Autoridade da Concorrência na condenação da Peugeot Portugal

O Tribunal de Concorrência, Regulação e Supervisão (TCRS) deu razão à Autoridade da Concorrência que, no ano passado, aplicou uma coima de 150 mil euros à Peugeot Portugal por prestação de informações falsas, inexactas ou incompletas.
Tribunal dá razão à Autoridade da Concorrência na condenação da Peugeot Portugal
Rita Faria 19 de Outubro de 2016 às 17:38

Num comunicado divulgado esta quarta-feira, 19 de Outubro, a Autoridade da Concorrência explica que o TCRS manteve a totalidade do valor da coima, considerando que "condutas como a levada a cabo pela arguida recorrente põem clamorosamente em causa a actividade sancionatória e investigatória da autoridade" e "colocam em crise a regulação do mercado".

 

A coima foi aplicada pela AdC em Junho do ano passado, na sequência de um processo iniciado em Março na sequência de um outro que levou a AdC a um acordo com a Peugeot Portugal sobre os contratos com os clientes, tendo de aceitar o accionamento da garantia sobre os automóveis que venda mesmo que os clientes se dirijam, para reparações, a oficinas independentes, ou seja, que não estejam associadas à marca.

 

A Peugeot Portugal recorreu, mas o Tribunal acabou por dar razão ao regulador da concorrência. Esta foi a primeira vez que a AdC aplicou uma coima por prestação de informações falsas, inexactas ou incompletas, nos termos da Lei da Concorrência.

 

"O fornecimento pelas empresas, na sequência de pedidos da Autoridade, de toda a informação que se encontre ao seu dispor, de forma rigorosa, exacta e completa, é crucial ao exercício cabal das actividades sancionatória e de supervisão da AdC", refere a autoridade no comunicado.

 

E acrescenta: "Nesse contexto, a prestação por uma empresa, de modo doloso ou meramente negligente, de informação que venha a revelar-se enganosa ou de alguma forma incompleta, além de criar obstáculos à investigação, pode permitir ocultar problemas de concorrência no mercado, prejudicando as empresas e os consumidores".




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 3 semanas


Os ladrões de esquerda

PS DEIXA MORRER UTENTES DO SNS... PARA DAR MAIS DINHEIRO AOS FP:


- PS aumenta despesa com salários da FP em 500 milhões de Euros;

- PS reduz horário da FP para 35 horas;

- PS corta orçamento dos Hospitais Públicos.

comentários mais recentes
nb Há 3 semanas

E a outras marcas que continuam a fazer o mesmo, nada lhes acontece?

Anónimo Há 3 semanas

Eu não sou pensionista da CGA, mas por favor haja alguém que mande internar este psicopata.

Anónimo Há 3 semanas


Os ladrões de esquerda

PS DEIXA MORRER UTENTES DO SNS... PARA DAR MAIS DINHEIRO AOS FP:


- PS aumenta despesa com salários da FP em 500 milhões de Euros;

- PS reduz horário da FP para 35 horas;

- PS corta orçamento dos Hospitais Públicos.

pub