Transportes Uber dará lucros dentro de três anos. IPO deverá ser realizado em 2019

Uber dará lucros dentro de três anos. IPO deverá ser realizado em 2019

O presidente executivo da Uber espera que a empresa se torne rentável nos próximos três anos. E quer estrear a empresa em bolsa no próximo ano.
Uber dará lucros dentro de três anos. IPO deverá ser realizado em 2019
Reuters
Negócios com Bloomberg 23 de janeiro de 2018 às 14:59

Dara Khosrowshahi, presidente executivo da Uber, prevê que a empresa registe lucros dentro de três anos. O responsável, que deu uma entrevista à Bloomberg no âmbito de Davos, adiantou que mesmo que a empresa implemente práticas agressivas para se expandir encontrará formas de ser mais eficiente e registar lucros.

 

De realçar que a Uber tem registado prejuízos sucessivos, com a Bloomberg a salientar que a plataforma de transportes tem tido milhares de milhões de prejuízos todos os anos.

 

Já em relação à entrada em bolsa, Khosrowshahi diz que a intenção é fazer uma oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) no próximo ano, sublinhando que esta operação aumentará o escrutínio à empresa, já que a informação que terá de fornecer é superior.

 

Dara Khosrowshahi, que está à frente da Uber há quase seis meses, diz que actualmente a sua missão principal é "regressar à normalidade", numa altura em que a empresa é alvo de vários processos, um pouco por todo o mundo.

 

O presidente executivo da empresa revelou ainda que está a haver um investimento avultado em carros autónomos e que a Uber deverá ter veículos autónomos no terreno nos próximos 18 meses. Inicialmente esta opção só estará disponível em algumas cidades e apenas em certos percursos. A ideia é depois expandir a oferta.

 

Mais ambicioso parece ser o projecto de veículos que transportem as pessoas pelo ar. Mas esta opção só deverá estar disponível daqui a 10 anos.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Nonagésimo Há 4 dias

Servico 5estrlas é verdade! Mas os condutores sao chupados até o tutano.
Comecaram por cobrar 10% de comissao aos condutores e agora ja vao nos 25 e fala se em 30 brevemente. Servico barato mas com um custo para quem conduz que tem de andar ao volante cerca de 16h/dia para tirar um salario decente depois de todos e muitos custos.
Falar é facil mas poucos sao os que pensam nisto

Força UBER Há 3 semanas

Desde que experimentei só uso UBER. Um serviço 1000 estrelas. Táxis? hahahahhaha