Transportes Uber vende negócio russo a rival

Uber vende negócio russo a rival

A aplicação de transporte privado vendeu parte do negócio russo e de outros países vizinhos à rival Yandex. Termina assim a disputa entre as duas.
Uber vende negócio russo a rival
Reuters
Wilson Ledo 13 de julho de 2017 às 15:50

 A Uber de transporte privado vendeu parte do seu negócio na Rússia à rival Yandex.

Na nova empresa, a Uber ficará com uma posição de 36,6%. A Yandex assegura 59,3% e o restante vai para trabalhadores. Ainda sem designação, o grupo terá um valor de 3,7 mil milhões de dólares (3,25 mil milhões de euros).

As duas empresas estavam em guerra desde que a Uber se estreou em Moscovo em 2014. Com o negócio, as aplicações vão continuar a funcionar em separado mas os condutores respondem todos à mesma empresa.

Além da Rússia, a operação no Cazaquistão, Azerbaijão, Arménia, Bielorrússia e Geórgia também é abrangida pelo pacto, num total de 35 milhões de viagens por mês. O negócio deverá estar concluído no terceiro trimestre de 2017. Tigran Khudaverdyan, CEO da Yandex, mantém a liderança.

A tecnológica Yandex é uma espécie de resposta russa ao Google, reunindo metade das pesquisas online naquele país. O seu serviço de transporte foi lançado três anos antes da Uber entrar na Rússia.

É a segunda retirada da Uber de um mercado depois de, no ano passado, ter combinado a sua operação na China com a rival Didi Chuxing. Nesse negócio, assegurou uma posição de 17,5%.

(Correcção: Rectifica título. A Uber não sai da Rússia, vendeu uma posição na unidade russa, mantendo uma participação)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub