Tecnologias Uber vende participação ao SoftBank

Uber vende participação ao SoftBank

A plataforma de transporte aprovou a venda de uma participação de até mil milhões de dólares ao grupo japonês SoftBank. O acordo prevê que o grupo nipónico apresente nas próximas semanas uma oferta de até 9 mil milhões de dólares sobre acções.
Uber vende participação ao SoftBank
Pedro Catarino/Correio da Manhã
Negócios 13 de novembro de 2017 às 10:19

A Uber aprovou a oferta feita pelo grupo japonês SoftBank de compra de uma participação na plataforma de transportes.

 

O acordo permite ao grupo nipónico e outras empresas, tais como o fundo de investimento Dragoneer, investirem até mil milhões de dólares no capital da Uber e prevê que nas próximas semanas possam apresentar uma nova oferta de compra de até 9 mil milhões de dólares de acções da plataforma norte-americana.

 

O compromisso alcançado estabelece ainda mudanças na gestão da Uber, embora não sejam conhecidos detalhes sobre essas alterações.

 

"Chegámos a acordo com um consórcio liderado pelo SoftBank e pelo Dragoneer sobre um potencial investimento", disse a Uber em comunicado citado pela Bloomberg.

 

Esta agência noticiosa acrescenta que os termos do acordo foram negociados durante as últimas semanas, segundo fontes envolvidas nas negociações que pediram anonimato. Já a agência Reuters adianta que este acordo permitirá ultrapassar o diferendo legal mantido entre o co-fundador e ex-CEO da Uber, Travis Kalanick, entretanto afastado do comando da plataforma de transportes, e um accionista relevante da empresa.

 

Duas fontes citadas pela Reuters também sob condição de anonimato, referiram que a empresa de capital de risco Benchmark, que investiu na Uber quando esta ainda dava os primeiros passos, e Travis Kalanick negociaram os termos do acordo finalizado este domingo. Contudo, a concretização do acordo deverá demorar algumas semanas, segundo a imprensa.

 

Este acordo contempla que a Benchmark deixe cair o processo legal interposto contra Kalanick assim que o investimento for concretizado.

 

O conglomerado japonês tem vindo a apostar no sector das tecnologias e o acordo de investimento conjunto com o Dragoneer prevê um investimento entre mil milhões e 1,25 mil milhões de dólares na Uber, a que acresce a compra de 17% de acções já detidas por outros investidores e trabalhadores numa futura segunda transacção. Esta segunda parte da operação deverá ser concretizada com base numa menor avaliação do que a primeira.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
João Santos Há 4 dias

Tanto dinheiro investido em acções e negócios e andam os motoristas da Uber a matar-se a trabalhar horas e horas por dia, sem direito a duas folgas semanais... Dá que pensar.

pub