Banca & Finanças UBS afunda mais de 3% após resultados abaixo do esperado

UBS afunda mais de 3% após resultados abaixo do esperado

Os resultados do banco suíço foram penalizados pela reforma fiscal dos Estados Unidos e falharam as previsões dos analistas.
UBS afunda mais de 3% após resultados abaixo do esperado
Bloomberg
Nuno Carregueiro 22 de janeiro de 2018 às 09:01

As contas do UBS estão a ser mal recebidas pelo mercado depois do banco suíço ter anunciado prejuízos e números que ficaram abaixo do que os analistas estavam à espera.

 

As acções caem 3,1% para 18,725 francos, o que corresponde à maior desvalorização intra-diária desde Julho do ano passado.  

 

O UBS registou um prejuízo de 2,2 mil milhões de francos suíços (1,88 mil milhões de euros) no quarto trimestre, com o banco suíço a ser penalizado pelo impacto negativo de 2,9 mil milhões de francos suíços (2,46 mil milhões de euros) relacionado com entrada em vigor da reforma fiscal dos Estados Unidos.

 

Excluindo efeitos extraordinários, o UBS obteve um lucro antes de impostos de 488 milhões de francos (414 milhões de euros), um valor que se situa abaixo do estimado pelos analistas (569 milhões de francos).

 

A unidade de banca de investimento também falhou as previsões, tendo registado lucros de apenas 49 milhões de francos, o que resultou numa revisão em baixa das metas para a divisão de gestão de activos.

 

A limitar as perdas das acções está o anúncio de que o banco pretende gastar um máximo de 2 mil milhões de francos suíços a comprar acções próprias no espaço de três anos e o compromisso de aumentar o dividendo a um ritmo próximo de 10%.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub