Banca & Finanças UBS triplica lucros no último trimestre

UBS triplica lucros no último trimestre

Menos provisões para cobrir processos judiciais, maior contributo da gestão de fortunas nos EUA e continuação de poupanças na estrutura levaram o banco suíço a superar estimativas do mercado no trimestre, embora no total do ano os lucros tenham caído 47%.
UBS triplica lucros no último trimestre
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 27 de janeiro de 2017 às 07:59

O grupo bancário suíço UBS fechou o último trimestre de 2016 a triplicar os lucros, resultado de menos provisões para cobrir processos judiciais, de um maior contributo da unidade de negócio de gestão de fortunas nos EUA e da continuação de poupanças na estrutura.

Os lucros antes de impostos cifraram-se nos 848 milhões de francos suíços (793,2 milhões de euros à cotação actual) contra 219 milhões um ano antes, um valor que é mais do dobro quando comparado com os 335 milhões de euros esperados pelos analistas sondados pela Bloomberg. 

No total do ano, os lucros antes de impostos ficaram em 3.921 milhões de euros, abaixo dos 5.135 milhões de euros registados um ano antes. Já os resultados líquidos ficaram em 3.092 milhões de euros, que compara com 5.801 milhões um ano antes, uma queda de 46,7%.

O aumento das taxas de juro nos EUA e a melhoria da confiança dos investidores ajudou a compensar o efeito das taxas de juro negativas na Suíça, justificou a instituição. O negócio de gestão de activos deverá "engordar" em 47 mil milhões de euros durante este ano. Só nos EUA, esta divisão gerou lucros de 317 milhões de euros.

O banco provisionou mais cerca de 150 milhões de euros para custos com processos judiciais relacionados com a alegada violação de contratos com títulos hipotecários nos EUA, no seguimento da crise económica e financeira de 2008. O valor é inferior ao previsto pelos analistas.

O banco reduziu despesas em 1.500 milhões de euros no final do ano - nomeadamente através da implementação de novas tecnologias para a gestão de activos - em linha com o objectivo de alcançar 1.960 milhões de euros no final deste ano, refere a Bloomberg. 

As acções do UBS caem 2,47% para 16,6 francos suíços aos primeiros minutos de negociação.

(Notícia actualizada às 8:32 com cotação da acção e referência a resultado líquido anual)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub